Padrasto confessa agressões e mordidas a bebê de 1 ano e 4 meses

12

O padrasto do bebê de 1 ano e 4 meses, hospitalizado com marcas de mordidas e espancamento, confessou ser o autor das agressões a policia. Foi constatado que a criança sofreu estupro. Segundo a policia, o suspeito, de 17 anos, disse que estava sob efeito de entorpecentes. A mãe do bebê, de 22 anos, foi presa, mas nega ter participado ou ter conhecimento do crime.

Médicos e mães de pacientes que estavam no local ficaram revoltados com o estado que a criança se encontrava.

Nesta segunda-feira (13/6), mãe e o padrasto do bebê foram apresentados pela polícia. O suspeito foi preso na residência da avó, já mãe da criança, foi detida no domingo após prestar depoimento.

O padrasto disse estava sob efeito de drogas, mas que lembra com detalhes do crime. O suspeito relatou ainda ter sufocado o bebê em vários momentos e afirmou estranhar que a mãe não percebeu os gritos da criança.

Loading...

A mãe nega envolvimento no caso. Ela e o padrasto foram indiciados por crime de tortura e estupro de vulnerável. Além de responder criminalmente por omissão.

O adolescente está apreendido na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), onde aguardará decisão judicial. A mãe será levada à cadeia feminina.

Foto: Suelen Gonçalves/
Foto: Suelen Gonçalves

Comentários

comentários