Palacete Provincial

1534

Era uma área degradada e totalmente desamparada pelo poder público. Com um pouco de vontade política, a antiga sede da polícia militar do Amazonas – que estava, literalmente, caindo aos pedaços – foi restaurada e voltou a ter o pomposo nome de origem: Palacete Provincial.

Palacete Provincial caindo aos pedaços
Palacete Provincial caindo aos pedaços

A história de um bem imóvel público certamente reflete a história da sociedade onde se insere. O Palacete Provincial, conhecido por mais de cem anos como Quartel da Polícia Militar, e que agora retoma sua denominação original, acompanhou o evoluir da sociedade amazonense.

Loading...

Palacete Provincial antigamente

Quando da conclusão das obras do prédio, a 25 de março de 1874, o então denominado Palacete Provincial passou a abrigar, simultaneamente, várias repartições públicas: a Assembléia Provincial, a Repartição de Obras Públicas, a Biblioteca Pública e o Liceu Provincial – atual Colégio Amazonense D. Pedro II. A inauguração oficial só se deu em 28 de fevereiro de 1875, praticamente um ano depois da conclusão da obra.

Palacete Provincial durante sua inauguração
Palacete Provincial durante sua inauguração

O prédio considerado um patrimônio tangível que foi tombado em conjunto com a Praça Heliodoro Balbi e o Colégio Amazonense D. Pedro II e encontra-se sob proteção especial da Comissão Permanente de Defesa do Patrimônio Histórico e Artístico, de acordo com a Resolução Nº 01/80, homologada pelo Dec. Nº 4.817 de 06 de dezembro de 1980. Hoje, o Palacete Provincial encontra-se sob a responsabilidade da Secretaria de Estado de Cultura, que o restaurou para nele abrigar os Museus do Estado: Museu de Numismática, Museu da Imagem e do Som do Amazonas, Pinacoteca do Estado, o recém criado Museu de Arqueologia e o Museu Tiradentes (que sai da administração da Policia Militar para a SEC). Nele também passa a funcionar o Ateliê de Restauro de Obras de Arte e o Ateliê de Papel.

Palacete Provincial foto: Sara Pereira
Palacete Provincial foto: Sara Pereira

O local virou um extraordinário centro cultural que abriga uma pinacoteca e diversos museus, entre eles o da imagem, do som, de história, de arqueologia e o de numismática – com quase 18 mil moedas. Um dos salões mais interessantes, no entanto, é aquele que mostra o antes e o depois da reforma do palacete. É chocante ver o “antes”. É maravilhoso ver o “depois”. Uma cela-memória foi mantida nos fundos para mostrar onde ficavam alguns criminosos na época em que o prédio era um quartel.

Palacete Provincial
Palacete Provincial
Palacete Provincial
Palacete Provincial
Palacete Provincial
Palacete Provincial

Dentro do Palacete Provincial estão instalados : Pinacoteca do Estado, Museu da Imagem e do Som (MISAM), Museu da Numismática Bernardo Ramos, Museu Tiradentes, Museu de Arqueologia, Arena de Artes Newton de Souza Aguiar , Café do Pina.

A secular praça Heliodoro Balbi, que fica em frente ao palacete, também foi toda repaginada. Por aqui já passou boa parte da história de Manaus, assim como foi ponto de encontro para debates políticos, boêmios e intelectuais. Com o passar dos anos, e completamente abandonada, havia perdido o brilho e a importância. A revitalização encheu a área de flores, laguinhos e um design agradável para um passeio a qualquer hora do dia.

Palacete Provincial
Palacete Provincial visto da Praça Heliodoro Balbi
Palacete Provincial
Palacete Provincial visto da Praça Heliodoro Balbi
Palacete Provincial
Palacete Provincial visto da Praça Heliodoro Balbi

O tradicionalíssimo Café do Pina, um dos mais antigos da cidade, agora está dentro do Palacete Provincial e oferece iguarias regionais como o sanduíche de tucumã. Acabei não tirando foto do lugar, mas depois da visita ao palacete, o café é o lugar perfeito para relaxar observando a decoração da lanchonete – cheia de fotos da Manaus do século 19!

 

Endereço: Praça Heliodoro Balbi, s/n – Centro, Cep: 69073-000 – Manaus/AM.
E-mail: palaceteprovincial@culturamazonas.am.gov.br
Telefone: (92) 3631-6047
Horário: Terça e Quarta: De 09h às 17h / Quinta a Sábado: De 09h às 19h /Domingo: De 16h às 20h

 

fonte : SEC, Matraqueando e Mochileiros

Comentários

comentários