Passa de 100 o nĂșmero de casos suspeitos de sarampo em Manaus

122

Na Ășltima terça-feira (3/4) a Secretaria Municipal de SaĂșde (Semsa) divulgou dados que mostram que o nĂșmero de casos suspeitos de sarampo subiu para 103 casos notificados, sendo quatro confirmados, um descartado e 98 sob investigação.

A Zona Norte da capital lidera com 56 de casos suspeitos em seguida vem Zona Sul, com 19 e Zona Leste, com 13.

Subiu para 98 o nĂșmero de casos suspeitos de sarampo em Manaus - Imagem: Divulgação
Subiu para 98 o nĂșmero de casos suspeitos de sarampo em Manaus – Imagem: Divulgação

De acordo com o diretor-presidente da Fundação de VigilĂąncia em SaĂșde (FVS), Bernardino Albuquerque, o aumento no nĂșmero de casos suspeitos jĂĄ era esperado devido o tipo do vĂ­rus do sarampo. Pois o vĂ­rus do sarampo se transmite com facilidade. “Seis dias antes de aparecem as manchas no corpo de um paciente com a doença, que Ă© quando normalmente buscam atendimento em uma unidade de saĂșde, esta pessoa jĂĄ estĂĄ transmitindo o vĂ­rus. Por isso, a Ășnica arma que temos Ă© a vacinação”, explicou.

As crianças tem o maior de contaminação, pois segundo o boletim divulgado pela Semsa, cerca de 42,72% dos casos suspeitos são de crianças com até onze meses de vida. Em seguida estão as crianças de um a quatro anos, com 27,18% dos casos notificados.

Na próxima sexta-feira (6/4), a Semsa e a FVS irão promover uma palestra para médicos de cooperativas que atuam nos Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) para fortalecer o alinhamento do fluxo de atendimento dos casos suspeitos e as orientaçÔes sobre a vacinação. O evento estå marcado para acontecer no auditório do Conselho Regional de Medicina, das 19h às 21h.

A Semsa mobilizarĂĄ coordenadores e agentes da Pastoral da Criança, nos dias 09 e 11 de abril, promovendo oficinas de combate ao sarampo. A intenção Ă© capacitar 160 agentes para que possam orientar as famĂ­lias sobre os sintomas da doença e na identificação de crianças que nĂŁo estejam com o esquema vacinal completo, conscientizando a comunidade para a importĂąncia de buscar uma Unidade de SaĂșde para a vacinação.

ComentĂĄrios