Vídeo: Pastor Felipe Heiderich, ex de Bianca Toledo, fala sobre acusação de estupro

8

O pastor Felipe Heiderich, suspeito de ter abusado do próprio enteado, filho da também pastora Bianca Toledo, publicou um vídeo ontem, quarta-feira (13) se defendendo das acusações. Felipe, que deixou a prisão na segunda-feira (10) sob medidas cautelares, disse estar “em choque”.
“Eu precisava me recuperar um pouco. Eu sempre achei que todo mundo era inocente até que se provasse o contrário, mas o que eu vivi prova que todos são culpados até que se prove o contrário. Assim como vocês, eu fiquei em choque.”

Emocionado, ele disse que viveu os piores momentos da vida. “No dia 14, ela [Bianca] saiu de casa, e ali começaram os piores dias da minha vida. Eu fui fraco e não soube lidar com essa situação. Primeiro, pelo choque de lidar com a informação de que a criança que você ama estava sendo abusada por alguém. E, segundo, que essa pessoa seria você”, disse.

O pastor contou que pegou dois vidros de um antidepressivo e tomou todo o conteúdo de um deles, que estava pela metade – o outro estava vazio.

“Eu não queria me matar, eu só queria dormir”, conta Heiderich.
“Eu quero pedir perdão à Igreja de Deus porque, talvez, muitos na fé que me acompanham e acompanham nosso ministério tenham sido enfraquecidos. Mas, entendam, me desculpem. Essa nunca foi a minha intenção, mas eu não soube lidar. Eu só queria sumir.”

No vídeo, o pastor diz ainda que sua inocência está “praticamente estabelecida”. “Dei minha versão à polícia, peguei meu computador, meu telefone, disse para que eles investiguem minha vida. Em seguida, fui acusado, julgado, sentenciado. Vou provar a minha inocência.”

Denúncia
No sábado (9), o desembargador Murilo Kieling concedeu alvará de soltura a Heiderich, mesmo sem tornozeleiras eletrônicas. O equipamento parou de ser fornecido ao governo porque a empresa responsável não recebe do estado desde setembro.

De acordo com a denúncia do MP, o pastor teria cometido os atos libidinosos contra o menino diversas vezes. Ele foi denunciado por estupro de vulnerável e, de acordo com o documento, a prática ocorreu até o dia 11 de junho deste ano.

A denúncia do promotor Luiz Otávio Lopes foi oferecida com base na investigação da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV). O MP também requereu ao juízo a revogação da prisão temporária do acusado, por entender já ter sido possível obter na fase de investigação os elementos necessários para a propor a denúncia.

O Ministério Público requereu, ainda, a aplicação de outras medidas cautelares, como a proibição de contato do denunciado com a vítima e sua mãe, uma distância-limite de 250 metros entre os mesmos, a proibição do acusado de deixar a comarca e o recolhimento do seu passaporte.

Em um vídeo postado na madrugada na terça-feira (5/7),  Bianca Toledo contou aos fãs – que questionaram se ela estava se separando – que descobriu que o marido,  o também pastor Felipe Garcia Heiderich Segundo ela, é homossexual e ainda afirma que ele está “acautelado por crime de pedofilia”. Bianca contou que o marido, que também é pastor, confessou as acusações, tentou suicídio e que foi avaliado em uma clínica psiquiátrica.

 

Pastor Felipe Heiderich, ex de Bianca Toledo, fala sobre acusação de estupro
Pastor Felipe Heiderich, ex de Bianca Toledo, fala sobre acusação de estupro

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

Comentários