Pela primeira vez, abelhas entram para a lista de espécies em extinção

79

J√° faz tempo que as abelhas est√£o, lentamente, sumindo. O mundo est√° preocupado com o que pode acontecer se as pequenas polinizadoras forem varridas da Terra ‚Äď tanto que at√© apareceram algumas solu√ß√Ķes pouco ortodoxas, como uma abelha-rob√ī. E, pelo jeito, √© melhor corrermos, porque esses insetos acabam de ser colocados na lista de esp√©cies em extin√ß√£o pelo US Fish and Wildlife Service (FWS) ‚Äď o Ibama dos EUA.

Eventual fim das abelhas não nos deixaria só sem mel: dois terços do que comemos dependem do trabalho delas como polinizadoras. / Divulgação
Eventual fim das abelhas não nos deixaria só sem mel: dois terços do que comemos dependem do trabalho delas como polinizadoras. / Divulgação

Sem abelhas, n√£o vai faltar s√≥ mel. √Č que elas funcionam como se fossem √≥rg√£os sexuais de plantas. Uma parte consider√°vel do Reino Vegetal conta com abelhas para espalhar seu p√≥len. Sem abelhas, voc√™ castra essas plantas. E elas deixam de existir tamb√©m, o que √© um p√©ssimo neg√≥cio, mesmo para quem tem alergia a abelhas: pelo menos dois ter√ßos da nossa comida vem direta ou indiretamente de vegetais que precisam de abelhas para se reproduzir.

Ainda n√£o se trata de um apocalipse. Existem 25 mil esp√©cies de abelha. Para a lista, entraram sete: Hylaeus anthracinus, Hylaeus longiceps, Hylaeus assimulans, Hylaeus facilis, Hylaeus hilaris, Hylaeus kuakea, e Hylaeus mana ‚Äď todas abelhas de cara amarela, parecidas com a abelhinha comum aqui do Brasil.

As abelhas em perigo são todas nativas do Havaí, e a hipótese do FWS é que a razão principal tenha sido a inclusão de espécies de plantas e animais invasores, que desequilibraram a fauna local. Outro problema é a urbanização cada vez maior das ilhas, o que favorece o turismo descuidado e a destruição do habitat natural dos insetos.

Mas o problema n√£o se restringe ao Hava√≠, claro: desde 2006, apicultores do mundo inteiro t√™m reclamado que as popula√ß√Ķes do inseto ca√≠ram. De 2012 para 2013, 31% das abelhas dos EUA tinham desaparecido; na Europa, naquele per√≠odo, o n√ļmero chegou a 53%, e no Brasil, a quase 30%.

O pior √© que ningu√©m sabe exatamente o que est√° causando essa cat√°strofe. Alguns cientistas acham que √© a polui√ß√£o; outros apostam nos pesticidas. Existe, tamb√©m, uma doen√ßa chamada S√≠ndrome do Colapso da Col√īnia, na qual as abelhas simplesmente abandonam suas colmeias sem que nada de errado aconte√ßa. Mas a s√≠ndrome ainda √© um mist√©rio, o que deixa os cientistas de m√£os atadas.

Bee Movie - A História de uma Abelha / Foto ; Divulgação
Bee Movie РA História de uma Abelha / Foto ; Divulgação

Fonte : Super Interessante

Coment√°rios