Home Notícias Polícia PM mata esposa com arma da corporação e se suicida

PM mata esposa com arma da corporação e se suicida

2 min - tempo de leitura
1,455

Na manhã da última quinta-feira (9), na cidade de Osasco, na grande São Paulo, um caso enquadrado como feminicídio chocou a população paulista. O policial militar Daniel Piauí matou a esposa, Suelma Sousa, e logo depois cometeu suicídio. A arma usada no crime pertence à Polícia Militar de São Paulo. Daniel Piauí  havia entrado recentemente na corporação.

Familiares e vizinhos do casal relataram que eles tiveram uma discussão durante a madrugada, pois a vítima teria descoberto que o policial a traiu.

O caso foi registrado como feminicídio no 10º Distrito Policial de Osasco

O crime em Osasco é mais um indício do aumento do número de feminicídios no estado de São Paulo nos últimos meses. Levantamento feito pelo G1 e pela GloboNews mostrou que o estado de São Paulo teve recorde de casos de feminicídio em 2019, com 154 ocorrências entre janeiro e novembro. As informações foram baseadas em boletins de ocorrência disponibilizados pela Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP).

O número total representa aumento de 29% em relação aos 119 assassinatos do mesmo tipo contabilizados no período equivalente do ano anterior. Além disso, supera os 134 casos registrados no estado durante todo o ano de 2018.

Reprodução / Facebook A vítima Suelma Sousa
Reprodução / Facebook A vítima Suelma Sousa

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Polícia

Deixe uma resposta

Leia Também

Aleam antecipa pauta da próxima semana com oito Projetos de Lei e cinco vetos do governo

  A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) vai colocar em votação, na próxima sem…