Inicial Notícias Polícia Polícia Civil desmente que Rafael esteja preso conforme tem sido divulgado em Redes Sociais

Polícia Civil desmente que Rafael esteja preso conforme tem sido divulgado em Redes Sociais

1 minuto de leitura
604

Na manhã desta quarta-feira (13), internautas compartilhavam mensagens de que o principal suspeito do assassinato da Miss Manicoré Kimberly Mota, seu namorado Rafael Rodrigues, teria sido preso no Estado de Roraima. Rapidamente a notícia falsa ganhou manchete em portais do Estado do Amazonas e inclusive, em um velho conhecido por compartilhar notícias mentirosas e distorcidas.

O que se sabe porém, é que nem a Polícia Civil do Amazonas e nem a Polícia Civil de Roraima confirmou a notícia.  De acordo com informações da Polícia Civil do Amazonas, a informação de que o Rafael Fernandes Rodrigues, 31, teria sido preso no estado de Roraima não procede.  A Polícia Civil de Roraima também emitiu nota informando que até o momento, as Polícias Civil e Militar de Roraima não confirmam tal prisão.

O corpo de Kimberly foi encontrado no apartamento de Rafael, na madrugada de terça-feira (12), em um codomínio na avenida Joaquim Nabuco, no Centro de Manaus. A jovem apresentava perfurações no pescoço e no abdômen.

Segundo informações de testemunhas, Rafael não aceitava o fim do relacionamento. Segundo amigas da vítima, Rafael era ciumento e não estava aceitando o fim do relacionamento.

Ainda na terça de ontem (12), o Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam), por meio do juiz George Hamilton Lins Barroso, expediu o mandado de prisão temporária em nome de Rafael. A polícia civil do Amazonas conta com o apoio da polícia em Boa Vista para localizar e prender o suspeito, já que o último registro de Rafael ele teria preenchido um boletim epidemiológico no estado.

Polícia Civil desmente que Rafael esteja preso conforme tem sido divulgado em Redes Sociais
Polícia Civil desmente que Rafael esteja preso conforme tem sido divulgado em Redes Sociais

Comentários

Carregue Mais Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta