Home Notícias Polícia Polícia Civil do Amazonas tira da rua 107 arrombados de uma vez só!

Polícia Civil do Amazonas tira da rua 107 arrombados de uma vez só!

6 min - tempo de leitura
9

A Polícia Civil do Amazonas deflagrou ao longo de quinta-feira (14) e manhã desta sexta-feira (15) a operação “PC27”, que resultou nas prisões de 107 pessoas, em cumprimento a mandados de prisão criminal por crimes como homicídio, tráfico de drogas, roubo majorado e contra a dignidade sexual, além de cumprimento de mandados de prisão cível, por dívida de pensão alimentícia. De acordo com o delegado-geral da instituição, Mariolino Brito, a operação foi realizada, de forma simultânea, em todos os estados do Brasil e no Distrito Federal.

Durante os trabalhos foram presas 40 pessoas em cumprimento a mandados de prisão por dívida de pensão alimentícia, nove por roubo majorado, sete por tráfico de drogas, três por homicídio, duas por homicídio qualificado, duas por roubo tentado e uma prisão por crime contra a dignidade sexual. Em oito municípios do interior do Estado, 43 pessoas foram presas em cumprimento a mandados distintos.

Os 64 presos na capital foram apresentados durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira (15/12), às 11h, no prédio da Delegacia Geral. Na ocasião, o delegado-geral da instituição explicou que a operação “PC27” é de caráter nacional e está sendo coordenada no país pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil (CONCPC).

“O CONPC decidiu que nos dias 14 e 15 de dezembro seriam os dias para uma movimentação das Polícias Civis do país. É uma operação que visa dar uma resposta positiva para a sociedade, além de mostrar que as Polícias Civis estão preocupadas com a segurança de todos os cidadãos”, argumentou Mariolino Brito.

Atuação intensiva – A autoridade policial destacou que no Amazonas a operação envolveu efetivo que atua na capital e no interior do Estado. “A Polícia Civil trabalha investigando os crimes. Todos os nossos setores e segmentos estiveram envolvidos nessa operação. Tivemos o apoio total do governador do Estado, Amazonino Mendes, e do vice-governador e secretário da Secretaria de Estado de Segurança Pública, Bosco Saraiva”, pontuou o delegado-geral.

O delegado-geral adjunto da instituição, Antonio Chicre Neto, informou como foi deflagrada a operação “PC27” no Amazonas. “Foram dois dias nas ruas para cumprir os mandados de prisão. No total, no Amazonas, realizamos 107 prisões. Na capital foram 64 pessoas presas e 43 indivíduos foram presos no interior do Estado. Em todo o Brasil foram computados um total de 1.174 mandados de prisão cumpridos”, disse.

No Amazonas, a operação envolveu policiais civis lotados nos 30 Distritos Integrados de Polícia (DIPs) na capital, Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP), Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), Delegacia Especializado em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc). Servidores que atuam na Secretaria-Executiva-Adjunta de Operações Integradas (Seaop) da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) também participaram da operação.

Destaque – Ao longo da operação, Franciane Salazar da Silva, 33, foi presa por policiais civis do 23º DIP, em cumprimento a mandado de prisão por tráfico de drogas. De acordo com o delegado Cícero Túlio, titular da referida unidade policial, a mulher é apontada como ajudante do trabalho contábil de uma facção criminosa que atua no Estado.

Segundo a autoridade policial, Franciane seria responsável por fornecer contas bancárias para o recebimento de dinheiro proveniente de lucro obtido com o tráfico de drogas. A infratora também negociava armas de uso restrito para a realização de roubos e homicídios em Manaus. Ao término da coletiva de imprensa na Delegacia Geral, a infratora será conduzida ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF).

PC27 no Brasil – A operação “PC27” teve por objetivo a prisão de indivíduos responsáveis por crimes patrimoniais, como roubos, além de autores de latrocínio. A operação tem a participação das Polícias Civis de todas as regiões do país, com cumprimento de ordens judiciais no âmbito nacional, de forma simultânea, pelas Polícias Civis.

Foto: Erlon Rodrigues/ Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Amazonas
Foto: Erlon Rodrigues/ Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Amazonas

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Polícia

Deixe uma resposta

Leia Também

Quanto tempo levaremos até vivermos em uma sociedade sem dinheiro?

O dinheiro muitas vezes parece ser uma das únicas coisas da nossa sociedade e do nosso est…