Home Notícias Polícia Polícia Federal recolheu o ex-governador José Melo

Polícia Federal recolheu o ex-governador José Melo

2 min - tempo de leitura
16

Na manhã desta quinta-feira, a Polícia Federal do Amazonas deu um baculejo certeiro na casa do ex-governador do Amazonas, José Melo (Pros). O motivo da ação da PF foi a nova fase da Operação Maus Caminhos, que investiga desvios de recursos da Saúde desde setembro de 2016. O delegado Alexandre Teixeira afirmou que equipes da PF ainda estão em diligências e que maiores detalhes ainda não poderiam ser divulgados.

Semana passada a casa já havia caído para os ex-secretários de Saúde Wilson Alecrim e Pedro Elias, além do braço direito de José Melo o ex-secretário de Administração e Gestão Evandro Melo – irmão do governador cassado.

Como se não bastasse, ainda foram recolhidos pela Polícia Federal o ex-secretário de Fazenda Afonso Lobo e o ex-secretário de Casa Civil Raul Zaidan, entre outros de “menor calibre”.

A prisão desses últimos se deu durante a operação Custo Político, deflagrada no último dia 13 pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e Controladoria-Geral da União.

A operação Custo Político investiga o pagamento de propinas a servidores e agentes públicos feitos por chefes da organização criminosa descoberta na operação Maus Caminhos, deflagrada ano passado. De acordo com o delegado federal Alexandre Teixeira, a propina paga a um dos ex- secretários de Saúde chegava a R$ 130 mil por mês.

José Melo e a esposa Edilene Gomes / Foto: Alfredo Fernandes
José Melo e a esposa Edilene Gomes durante a posse do então Governador do Amazonas / Foto: Alfredo Fernandes

Mais pessoas deverão ser presas ainda nesta quinta-feira, porém, não se pode revelar nomes para não estragar a brincadeira.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Polícia

Deixe uma resposta

Leia Também

Passeata de Nicson Marreira em Tefé foi um circo do horror protagonizado por 5 mil pessoas entre elas, muitas crianças

No sábado (24), a cidade de Tefé, distante 523km de Manaus, testemunhou um verdadeiro circ…