Polícia prende responsáveis pela tatuagem “Eu sou ladrão e vacilão” na testa de garoto de 17 anos

434

O tatuador Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos, e seu vizinho Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27, foram presos, na noite de sexta-feira (9/6), em São Bernardo do Campo (SP), depois de tatuarem na testa de um garoto de 17 anos a frase “Eu sou ladrão e vacilão”.

Imagem de reprodução do Youtube
Imagem de reprodução do Youtube

A polícia deteve os dois homens em flagrante pelo crime de tortura. Eles contaram aos investigadores que o jovem tentou roubar uma bicicleta e que a “marca” foi feita porque eles ficaram revoltados com a situação.

De acordo com a polícia, Maycon teria sido o responsável pela gravação e por ter divulgado, em grupos de WhatsApp, o vídeo do crime. A viralização da sessão de tortura se espalhou pela internet e contribuiu para que os agentes a encontrassem os responsáveis em uma pensão, local teria ocorrido o crime.

Durante a gravação, o garoto parece acuado e não reage a possibilidade de sentir dor. Em certo momento, os homens chegam a fazer piada com a situação dizendo que iria doer. O rapaz, então, é questionado sobre qual tatuagem deseja ter na testa. Apesar da pressão, ele não esboça nenhuma reação.

Familiares da vítima receberam o vídeo e reconheceram o jovem que estava desaparecido desde 31 de maio. Com a gravação, eles foram à Delegacia de Polícia de São Bernardo do Campo pedir o “resgate” do rapaz e informaram que ele é usuário de drogas.

Comentários

comentários

Loading...