População em Codajás lincha indivíduo que assassinou o cabeleiro Dijá

6374

O cabeleireiro Dijá Cleuson dos Santos, 40, foi vítima na madrugada do último domingo, 28, de um brutal latrocínio dentro de sua própria casa na sede do município de Codajás, distante 317 quilômetos de Manaus em linha reta.

O autor do roubo seguido de morte foi o Mailson, que foi preso no começo da tarde desta terça-feira, 30, e já confessou a autoria do latrocínio. Mailson usou uma tesoura para aplicar golpes profundos no peito e no pescoço do cabeleireiro.

Mailson confessou e revelou detalhes do assassinato do cabeleireiro / Foto : Divulgação
Mailson confessou e revelou detalhes do assassinato do cabeleireiro / Foto : Divulgação

Depois de matar Dijá em cima de sua cama, Mailson fugiu levando sua bolsa contendo dinheiro, documentos pessoais e o cartão da conta corrente do cabeleiro. O assaltante ainda foi a agência bancária de Codajás e tentou sacar dinheiro da conta do cabeleireiro mas não conseguiu.

A polícia de Codajás descobriu logo no começo da investigação quem era o principal suspeito do crime e já vinha realizando buscas na sede e na zona rural do município. Mailson Monteiro foi preso durante uma ação de policiais civis e militares de Codajás.

Segundo informações, o autor do crime estava escondido em um flutuante

Mailson confessou e revelou detalhes do assassinato do cabeleireiro / Foto : Divulgação
Mailson confessou e revelou detalhes do assassinato do cabeleireiro / Foto : Divulgação

O autor do latrocínio foi levado para a 78ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Codajás, onde confessou o crime, dando todos os detalhes de como matou o cabeleireiro e foi autuado em flagrante delito.

O cabeleireiro era bastante conhecido em Codajás e sua morte violenta provocou revolta nos moradores da sede do município.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

No começo da noite desta terça-feira (30), populares invadiram a delegacia e retiraram Mailson de lá. Na sequência, levaram-o para um matagal e começaram a aplicar pauladas sobre ele. Chutes e socos também foram desferidos.

Mailson agonizou bastante enquanto apanhava de cidadãos de bem e não se sabe até o momento se resistiu aos ferimentos. Abaixo, alguns vídeos que mostram parte da população se organizando para o linchamento.

 

Atualização

Ele continua bem vivo. O Mailson foi recolhido de volta para a delegacia e  a população não está deixando ele ser atendido por equipe memédi. Enquanto isso, ele segue sangrando na delegacia.

Comentários