Prefeito do interior cancela Carnaval para investir em equipamentos para suporte nos atendimentos de saúde

662

O prefeito municipal de Tefé, Normando Bessa de Sá, tomou uma atitude que tem dividido a internet. O prefeito decidiu cancelar o Carnaval para priorizar a saúde do município.

Muitos podem até criticar a atitude o Prefeito Normando Bessa de Sá, mas só quem precisa de atendimento de saúde na cidade, principalmente no Hospital regional, irá aplaudir a decisão mais do que acertada do Prefeito, que de maneira mais que sensata, decidiu cancelar o Carnaval da cidade e investir os recursos em melhorias na saúde local.

Prefeito Normando Bessa de Sá
Prefeito Normando Bessa de Sá

O Hospital Regional de Tefé, há anos vive um grande dilema com a falta de um equipamento de RAIO X, pois o equipamento que atendia as necessidades da população tanto de Tefé quanto das cidades circunvizinhas, está quebrado e o Estado ainda não se manifestou sobre a questão, uma vez que o Hospital é de responsabilidade do mesmo. Inúmeros reparos já foram feitos no equipamento, todavia já não há mais como arrumá-lo, daí a necessidade urgente de se adquirir um novo equipamento.

Esse é apenas um dos problemas que a saúde no município enfrenta, embora a mesma já tenha apresentando um grande salto positivo com a gestão do Prefeito Normando.
Além da máquina de Raio X, é necessário também investimentos em outros equipamentos tanto para suporte médico quanto para suporte técnico que se fazem imprescindíveis na atual condição em que vive a saúde em todo o país.

O prefeito Normando afirma se sentir muito triste pela eventualidade do cancelamento de uma das festas mais querida dos tefeenses, e tão tradicional na Cidade, mas que vai aproveitar o recurso que seria destinado à festa, para resolver parte dos problemas da cidade, principalmente neste momento de crise.

O prefeito acredita que a população entenderá essa decisão como sendo a mais sensata e correta. Aliás, vários municípios brasileiros já tomaram essa iniciativa. Tem cidade que já vai pro seu segundo ou terceiro ano consecutivo com o cancelamento do carnaval. A medida é necessária devido aos cortes orçamentários e os repasses dos Governos Federal e Estadual.

Comentários