Home Notícias Polícia Prefeito e vice-prefeito de Presidente Figueiredo são cassados

Prefeito e vice-prefeito de Presidente Figueiredo são cassados

2 min - tempo de leitura
65

Devido ao fastamento de Romero Mendonça e Mário Abrahão, o presidente da Câmara assumirá o cargo interinamente.

Na manhã desta terça-feira (26), o prefeito de Presidente Figueiredo, Romeiro Mendonça (MDB) e o vice-prefeito Mário Abrahão (PDT), tiveram seus mandatos cassados. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) estima vai gastar aproximadamente R$ 100 mil, com o deslocamento de 300 mesários, 100 urnas e toda logística para os preparativos para o pleito suplementar, que ocorrerá em 2020, para 22.719 eleitores, que votam em 12 locais.

Foto: Divulgação

O prefeito e o vice acumulavam cassações desde 2017, mas permaneciam no cargo, por conta de liminar.

Logo quando entraram na prefeitura, a chapa foi cassada pelo juiz eleitoral da 51º Zona Eleitoral. Neste caso, a motivação foi recebimento de valores de pessoas jurídicas, prática vedada em período de campanha eleitoral.

Em abril deste ano, a dupla quase foi denunciada e quase foi cassada. Desta vez, a denúncia se embasava no abandono do acervo patrimonial da prefeitura – máquinas, equipamentos, caminhões, micro-ônibus, ônibus escolares. E, no último mês de setembro teve o mandato cassado, por uso recurso ilícito em 2016.

Com a cassação deles, o presidente da Câmara assumirá o cargo interinamente. A realização de pleito suplementar, não é novidade no Amazonas. Isso porque, em outubro do ano passado Anamã e Novo Airão também escolheram novos prefeitos.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Emerson Tahan
Carregar Mais Em Polícia

Deixe uma resposta

Leia Também

Em Manaus, 56 estabelecimentos são vistoriados pela Central de Fiscalização e dez são fechados

Em uma nova ação da Central Integrada de Fiscalização (CIF), coordenada pela Secretaria de…