Prefeito eleito manobra da cadeia e seu pai toma posse como Prefeito em Maraã

358

Desde ontem (1/01), primeiro dia de 2017, os prefeitos e vereadores eleitos no pleito de 2016, começaram a tomar posse em todo o estado do Amazonas. Ainda que muitos estejam passando por processos judiciais e com inúmeras pendências na Justiça Eleitoral, no Amazonas é assim…

Porém, o caso que mais despertou surpresa veio da cidade de Maraã, cujo o Prefeito eleito, Luiz Magno Praiano Moraes (PMDB), está preso em Manaus, por ser suspeito de envolvimento na morte de Cícero Lopes (Pros), então prefeito do município, assassinado a tiros em fevereiro do ano passado.

Mesmo assim, isso não impediu que sua posse no cargo acontecesse. Articulado como só ele é, Magno Moraes, da cadeia manobrou no estilo de Eduardo Cunha (PMDB), algo impensável para a política interiorana Amazonense. Moraes mandou que seu aliado, Marcilon Moraes, fosse escolhido para presidente da Câmara Municipal.

Loading...

Em seguida, Marcilon chamou outro Moraes para receber o cargo em nome de Magno: o pai do prefeito, o senhor Clóvis Moraes, aposentado, pescador, que não exerce qualquer cargo político e nunca recebeu nenhum voto, mas mesmo assim foi empossado como Prefeito de Maraã.

Pra ficar mais chibata ainda essa lambança, imediatamente, o pai, passou o cargo para o vice-prefeito eleito Edir Castelo Branco (PPS).

Pai de Magno Moraes toma posse no lugar do filho preso/ Fotos: Clóvis Moraes e Edir Castelo / Reprodução/Facebook
Pai de Magno Moraes toma posse no lugar do filho preso/
Fotos: Clóvis Moraes e Edir Castelo / Reprodução/Facebook

Comentários

comentários

Curta nossa página do Facebook