Prefeitura de Manaus promete Decreto para barrar reajuste da tarifa do transporte público

11

Depois do anuncio feito pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) a respeito da nova tarifa de transporte publico para R$ 3,54, que começa a vigorar dia 1° de julho, o prefeito Arthur Neto anunciou que irá assinar um decreto para manter o valor da tarifa a R$ 3,00 e barrar o reajuste de 12,37%.

Na segunda-feira (27/6), foi publicada a decisão do Tribunal de Justiça do Amazonas (Tjam), que determina o reajuste de 12,37% na tarifa do transporte coletivo em Manaus.

O Prefeito Artur Neto promete recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) da decisão do aumento, autorizado pelo TJAM.

A Prefeitura, prepara uma ação baseada na constitucionalidade, pois Município administrar a tarifa do transporte coletivo. Segundo o prefeito Artur Neto não cabe ao Poder Judiciário ou qualquer outro órgão público que não seja a prefeitura reajustar o preço da passagem de ônibus.

Loading...

A justificativa das empresas do setor de transporte publico para o reajuste é o aumento dos salários dos rodoviários de Manaus. Varias paralisações de trabalhadores do transporte coletivo foram feitas, com intuito de reivindicar dissídio coletivo de 20%, vale-alimentação de R$ 15, vale-lanche de R$ 9, cesta-básica R$ 252,72 e reajuste de 20% dos salários.

Prefeito Artur Neto promete barrar decisão do TJAM
Prefeito Artur Neto promete barrar decisão do TJAM

Comentários

comentários