Preso por estupro em ônibus justifica que abusos começaram após acidente que sofreu

45

O homem preso duas vezes nesta semana por ejacular e encostar o pênis em mulheres dentro de ônibus na região da Avenida Paulista disse durante um depoimento informal à polícia que os delitos começaram após ele sofrer um acidente em 2006. Segundo Diego Ferreira de Novais, de 27 anos, o acidente que sofreu o deixou dois meses internado e duas semanas em coma.

Diego Ferreira de Novais deixa 78ª DP e é levado para o 2º DP Imagem: Leonardo Benassato/Framephoto/Estadão Conteúdo
Diego Ferreira de Novais deixa 78ª DP e é levado para o 2º DP Imagem: Leonardo Benassato/Framephoto/Estadão Conteúdo

Na manhã do último sábado (2), Diego Ferreira de Novais, de 27 anos, foi preso (veja vídeo aqui) por suspeita de ato obsceno contra uma mulher dentro de um ônibus que passava pela Avenida Brigadeiro Luis Antônio.

Loading...

Na delegacia acabou indiciado por estupro porque foi acusado de esfregar o pênis no ombro da vítima e tentar impedi-la de fugir dele.

Em depoimento na manhã deste sábado ao delegado Rogério de Camargo Nader, do 78º Distrito Policial (DP), nos Jardins, Diego contou que sofreu um acidente de carro em 2006 e que, depois disso, se sentiu diferente. No fim da tarde, ele foi encaminhado para exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal para, em seguida, ser levado para o 2º Distrito Policial. No domingo (3. um juiz deverá decidir se ele permanece preso.

Diego disse ao delegado que tem problema psicológico e que necessita de tratamento. “Ele alega que depois disso começou a ter problemas. Em 2007, tentou fazer um curso, pago pela mãe, mas não conseguiu. Por volta de 2010, começou a praticar esses delitos”, disse Nader. “Ele diz que é uma vontade diferente, compulsiva, que não consegue controlar. Acha que tem relação com o acidente”, continuou.

Comentários

comentários

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail: