Procurador pede que verba para Escolas de Samba de Manaus seja suspensa

10

Na sexta (22/01), o procurador Ruy Marcel Alencar de Mendon√ßa, da 7¬™ Procuradoria de Contas, entrou com uma representa√ß√£o que prop√Ķe ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) a suspens√£o do repasse de recursos p√ļblicos √†s agremia√ß√Ķes de carnavalescas de Manaus. O pedido do procurador est√° embasado na crise econ√īmica e o caos que enfrenta a sa√ļde p√ļblica do Estado.

O colapso na sa√ļde foi constatado depois de visita realizada pelo Minist√©rio Publico nas depend√™ncias da Funda√ß√£o Hospital Adriano Jorge, onde cerca de 800 pacientes est√£o aguardando tratamento cir√ļrgico, alguns j√° est√£o na espera h√° cerca de 2 anos.

Segundo o Ruy Marcel, n√£o se pode tolerar que o poder p√ļblico tenha despesas com festa, uma vez que a Constitui√ß√£o determina que se d√™ prioridade para o direito fundamental a sa√ļde.

Esse ano o Governo do Amazonas disponibilizará para as Escolas dos grupos de Acessos, A,B e C mais de R$1.730 mi . Além do concurso de fantasias feito pela Secretaria de Estado e Cultura, onde serão R$69,6 mil para premiação. Além dos gastos com o Carnaboi, que ainda não foram divulgados.

Imagem de Divulgação
Imagem de Divulgação

 

 

 

 

 

Coment√°rios