Projeto ‘Lê Pra Mim?’ reúne personalidades na Biblioteca Pública em Manaus

Nos dias 15, 16 e 17 de abril, a Biblioteca Pública do Amazonas receberá o projeto “Lê Pra Mim?”, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com o objetivo de incentivar o hábito da leitura entre crianças.

A atividade, que reúne personalidades do cenário local e nacional e, no Amazonas, recebe o apoio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), será realizada às 8h, 9h, 10h, 14h e 15h, nos três dias, tendo cada encontro aproximadamente 45 minutos. A entrada é gratuita.

Projeto ‘Lê Pra Mim?’ reúne personalidades na Biblioteca Pública em Manaus – Imagem: Divulgação

Artistas e personalidades da mídia participarão do evento, contando experiências e fazendo a leitura das obras escolhidas para as crianças – principal público da atividade. Nesta edição, em Manaus, já confirmaram presença os atores Mariana Xavier, Ednelza Sahdo, Isabela Catão, Leonel Worton e Kid Mahal; a apresentadora Baby Rizzato; a cantora Márcia Siqueira; os jornalistas Mazé Mourão, Moacyr Massulo e Oyama Filho; as escritoras Ana Peixoto e Leyla Leong; o digital influencer Leandro Xavier e o ambientalista Marcelo Dutra.

Ao todo, serão 15 encontros literários, cada um enfocando a leitura de dois livros infantis. Cada apresentação terá um intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras), que fará a tradução simultânea para crianças com baixa audição. Para reforçar a prática, as crianças participantes levarão para casa um livro infantil.

O projeto é idealizado pela atriz Sônia de Paula e produzido por Marcelo Aouila. O “Lê Pra Mim?’’ teve início em janeiro de 2010, no Rio de Janeiro. A partir de então, foram realizadas 31 edições, que circularam por 14 cidades, alcançando cerca de 27 mil crianças. O projeto vem para Manaus pela primeira vez.

O produtor Marcelo Aouila destaca a importância de incentivar a leitura desde cedo. “Acreditamos que instrução, educação e cultura garantem o futuro das crianças. É nos livros que elas vão buscar resposta, conhecimento e aprendizado. Se conseguirmos fazer com que as crianças gostem de ler, teremos atingido nosso objetivo”, afirma.

 

Comentários

Receba nossas atualizações em seu e-mail: