Protesto de servidores da saúde contra falta de medicamentos e atraso de salários em frente ao João Lúcio

3

Nesta quinta-feira (7/01), vários profissionais da saúde organizaram uma manifestação em frente ao Hospital e Pronto-socorro João Lúcio, no São José, zona leste de Manaus. Eles reivindicavam urgência, por parte do Governador José Melo, nos repasses financeiros a Secretaria de Estado e Saúde do Amazonas (Susam).

Foto: Ive Rylo
Foto: Ive Rylo

De acordo com os manifestantes, faltam medicamentos, materiais básicos para curativos, insumos para realização de exames,  falta material ortopédico, material cirúrgico e o tomógrafo com defeito.

A categoria também reivindica o pagamento de salários, atrasados há mais de 3 meses. Além das cooperativas de cirurgiões, anestesistas, pediatras, obstetras e clínicos, profissionais que trabalham como serviços gerais, segurança e manutenção de equipamentos também estão com os vencimentos em atraso.

Caso não haja uma solução definitiva, uma nova manifestação deve ocorrer. O ato está sendo programado para acontecer na próxima terça-feira (12/01), a partir de 8h30, em frente à sede do Governo do Estado, localizada na avenida Brasil, na Zona Oeste.

Através de nota, a Susam contestou reclamações e informou que apesar das dificuldades financeiras, reflexo da crise econômica, continuou mantendo os investimentos na aquisição de insumos e materiais para a rede de saúde, e que o pagamento dos salários dos servidores já está sendo regularizado.

Imagem de Divulgação
Imagem de Divulgação

 

Curte nosso conteúdo?!

Receba as notícias diretamente no seu e-mail:

Comentários