Home Notícias Brasil Rapaz que assassinou a moça que ofereceu carona por Whatsapp recebe seu castigo. Foi pouco?

Rapaz que assassinou a moça que ofereceu carona por Whatsapp recebe seu castigo. Foi pouco?

3 min - tempo de leitura
28

Essa semana passada o Brasil se chocou com o caso da jovem Kelly Cristina Cadamuro, de apenas 22 anos que foi assassinada após combinar uma carona através do aplicativo de mensagens instantâneas Whatsapp.

O algoz da Kelly, identificado como Jonathan Prado, de 33 anos, estava preso em uma cela no Presídio da cidade de Frutal, interior de Minas Gerais, quando recebeu seu castigo.

Jonathan foi espancado brutalmente pelos próprios companheiros de cadeia. Segundo informações da Seap – Secretaria de Estado de Administração Prisional, a agressão aconteceu durante a noite da última sexta-feira (03).

O criminoso ficou com vários hematomas e sofreu um corte no supercílio, o que o levou a necessitar de atendimento e após o episódio, o pilantra foi transferido para uma outra cela, onde ficou isolado dos outros presos.

Segundo a Seap, a direção do presídio vai instaurar um inquérito administrativo para verificar em qual circunstância e de quem é a responsabilidade pelo fato ocorrido dentro da unidade prisional. Assim que os responsáveis pela agressão forem identificados, serão encaminhados para avaliação de uma Comissão Disciplinar. Após todo o procedimento, os responsáveis sofrerão as sanções administrativas cabíveis. A Seap não soube dizer quantos detentos agrediram o assassino de Kelly Cadamuro.

 

O delegado solicitou que o assassino não fosse transferido de presídio, pois eles precisam da permanência do detento em Minas para que seja realizada a reconstituição do crime.

Algumas pessoas acham que o que ele sofreu foi pouco e que o remédio seria o linchamento. qual sua opinião quanto à agressão? Deixe nos comentários.

A única coisa que sabemos é que a jovem nunca mais retornará pro seio da sua família.

Corpo de Kelly Cadamuru foi levado do velório para o cemitério de Guapiaçu (Foto: Heloísa Casonato/G1)
Corpo de Kelly Cadamuru foi levado do velório para o cemitério de Guapiaçu (Foto: Heloísa Casonato/G1)

 

 

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por No Amazonas é Assim
Carregar Mais Em Brasil

Deixe uma resposta

Leia Também

Mãe Emília morre por Covid-19 em Manaus

Na manhã desta sexta-feira (25/09) morreu, aos 75 anos de idade, Maria Emília Souza Borges…