Ratinho é condenado a pagar R$ 200 mil por trabalho escravo

15

O apresentador do SBT, Carlos Roberto Massa, conhecido como Ratinho, foi condenado a pagar R$ 200 mil por danos morais coletivos. De acordo com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), ele mantinha funcionários de sua propriedade rural em situação análoga à de escravos, sem fornecer equipamentos de segurança, alojamento ou alimentação adequada.

Segundo a den√ļncia, os empregados da Fazenda Esplanada, em Limeira do Oeste (SP), tinham que se alimentar na lavoura e nos banheiros. Ratinho tamb√©m teria aliciado pessoas no Maranh√£o e na Bahia, contratadas em situa√ß√£o irregular.

O apresentador j√° havia sido condenado a pagar R$ 1 milh√£o por danos morais coletivos na mesma a√ß√£o pela Justi√ßa do Trabalho de Minas Gerais, depois que o Minist√©rio P√ļblico do Trabalho (MPT) em Uberl√Ęndia ajuizou uma A√ß√£o Civil P√ļblica (ACP) contra ele.

Ratinho recorreu e conseguiu excluir o dano, mas o MPT foi ao TST, apontou viola√ß√£o de artigos e leis, al√©m de diverg√™ncia jurisprudencial, e os ministros aceitaram o recurso. Em nota divulgada pela assessoria de imprensa, ele negou as acusa√ß√Ķes.

Ratinho é condenado a pagar R$$ 200 mil por trabalho escravo
Ratinho é condenado a pagar R$$ 200 mil por trabalho escravo

Coment√°rios