Rodoviários prometem greve nesta terça-feira (29/5), em Manaus

151

Contrariando a determinação do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT-11), que desde o último sábado (26) emitiu parecer afirmando que considera a greve ilegal e abusiva e, assim, impediu a paralisação sob pena de multa no valor de R$ 30 mil, em caso de descumprimento da ordem judicial, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários e Urbano Coletivo de Manaus e no Amazonas (STTRM) decidiu que vai manter a greve anunciada para esta terça-feira (29/5).

Rodoviários prometem greve nesta terça-feira (29/5), em Manaus - Imagem: Divulgação
Rodoviários prometem greve nesta terça-feira (29/5), em Manaus – Imagem: Divulgação

A categoria reivindica o dissídio salarial, o reajuste salarial de 3,5%, além do dissídio coletivo referente a 2018/2019.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários e Urbano Coletivo de Manaus e no Amazonas (STTRM), Givancir Oliveira, confirmou que a entidade vai paralisar, por tempo indeterminado, de 50 a 70% da frota do sistema público a partir das 4h de amanhã da terça-feira.

A desembargadora do TRT-11, Ruth Barbosa Sampaio, determinou no último sábado (26) liminar que, em caso de descumprimento da ordem judicial, o Sindicato dos Rodoviários poderá ser multado em R$ 30 mil por hora de paralisação, além da configuração do crime de desobediência. Por fim, a magistrada determinou o uso de forças policiais para cumprir a liminar, se for preciso.

Comentários