Home Notícias Amazonas Sem ar-condicionado, grávidas em trabalho de parto sofrem com o calor na maternidade Ana Braga

Sem ar-condicionado, grávidas em trabalho de parto sofrem com o calor na maternidade Ana Braga

3 min - tempo de leitura
388
Imagem: Reprodução / Em Tempo

 

Segundo informações do Portal Em Tempo, durante o sol de meio-dia, grávidas com dores do parto foram colocadas em um corredor por falta de refrigeração na unidade hospitalar. O caso ocorreu nesta quarta-feira (23), na maternidade Ana Braga situada na avenida Cosme Ferreira, s/n, bairro São José I, Zona Leste de Manaus. Segundo os denunciantes, ares-condicionados não estavam funcionando e o verão amazônico ‘castigou’ as mulheres que estavam em trabalho de parto.

Alguns dos acompanhantes entraram em contato com o Portal Em Tempo e divulgaram vídeos gravados no local. Nas imagens, é possível ver uma grávida passando mal devido ao calor, e outras gestantes em frente à janela, se segurando sob o sol. Luana Freitas* estava acompanhando a irmã na maternidade e presenciou as cenas deste dia. As duas chegaram na unidade uma hora da manhã.

“Não tinha ar-condicionado na maternidade e por conta do calor muitas mulheres desmaiaram e passaram mal. Minha irmã foi mal atendida e a pressão dela baixou. O médico que realizou o toque disse que o nascimento da criança seria para as próximas duas semanas. Meu sobrinho acabou de nascer às 17h30 no SPA – Hospital e Maternidade Chapot Prevost. Imagine se estivéssemos esperando pelos médicos desta maternidade”, contou a acompanhante.

 

 

Resposta da secretaria

A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), respondeu por meio de nota, que na manhã desta quarta-feira (23), houve uma queda de energia na região da maternidade, durando aproximadamente uma hora, afetando o funcionamento dos aparelhos refrigeradores de ar. O grupo gerador da unidade não contempla os aparelhos refrigeradores devido ao risco de sobrecarga para não comprometer serviços essenciais da unidade, como a Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

A direção da unidade ressaltou ainda, que todas as pacientes que estavam na sala de chegaram ao local por volta das 9h da manhã desta quarta-feira (23) e não a 1h da madrugada. A SES-AM tem atuado na reestruturação do sistema de saúde que também contempla, entre outros pontos, a melhoria física das maternidades da rede.

*O nome da personagem é fictício a pedido dela 

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Roger Siqueira
Carregar Mais Em Amazonas

Deixe uma resposta

Leia Também

ALEAM emite nota em apoio ao Deputado Carlinhos Bessa, vitima de agressão

Na noite desta quarta feira (14) um fato deplorável ocorreu no município de Tefé durante o…