Sem Censura!!! Portal do Holanda de cu é rola

3342

Ontem foi ao ar uma das entrevistas mais divertidas que já dei. Entrevista para a Vivi Cariolano assinada para o Portal do Holanda.

Essa entrevista foi bem diferente pra mim, principalmente porque conforme o tempo vai passando me sinto cada vez mais livre pra continuar com o projeto, além do que, nunca tive problemas em me esconder ou qualquer coisa do gênero, aliás, no período em que estive em Manaus no ano passado, concedi entrevistas para rádio (UniLivre), jornal impresso (Em Tempo) e  televisão (Meio Dia em Revista e Programa do Natan). Nunca tive problema em conversar sobre a página ou sobre quem sou, e não tenho problema nenhum em dar entrevista ou esclarecer alguns pontos com quem quer que seja.

Na entrevista, algumas coisas acabaram ficando de fora, pois, eu FALO PELOS COTOVELOS, e então resolvi colocar de volta aqui no nosso site, sem censura, tudo aquilo que não foi ao ar.

Quem escreve pra internet sabe que os textos devem ser mais enxutos, direto ao ponto, talvez esse tenha tenha sido o maior trabalho da Vivi, enxugar tudo que eu havia escrito e conversado com ela. Outro fato que ficou de fora foram as divulgações dos links (talvez por medo de perder o leitor), o que considerei patifaria pura e como patifaria eu respondo com patifaria… Não estarei linkando o site de volta, afinal, Portal do Holanda de cu é rola

 

Antes de tudo quero dizer que não tenho problema nenhum com o Portal do Holanda (apesar deu ser bloqueado na página do facebug deles haahah). Além do que, a Vivi tem tido o cuidado de ‘curar’ a reportagem na fanpage tentando me defender, já que não posso fazer.

Seria uma pena se eu pudesse comentar a minha própria entrevista...
Seria uma pena se eu pudesse comentar a minha própria entrevista…

 

Segue a entrevista para a Vivi Cariolano na integra

Passo a semana inteira escrevendo sobre “coisas” e no domingo gosto de entrevistar “gentes”. E de preferência uma pessoa que acho interessante e me desperte alguma curiosidade sobre seu ofício ou sua vida. O entrevistado de hoje é manauense, nasceu no dia do índio, é ariano, baré-maníaco, blogueiro, joga na posição de atacante, faz mestrado em Design pela Instituição de Ensino Politecnico Di Milano – na Itália, e é o moderador da página mais curtida e comentada dentro de uma famosa rede social.

 

Nossa entrevista rolou parte via skype e parte via arquivo de texto
Nossa entrevista rolou parte via skype e parte via arquivo de texto

De cara (via Skype) pedi que me ensinasse alguns palavrões em italiano. E ele ensinou, hahaha

Faccia di Culo: cara de cu. Cazzo: Porra. Ma sei Scemo?!: Telézé?!. Una testa di Cazzo: ‘cabeça de pica’

Marcus Pessoa além de inteligente, tem um senso de humor incrível, é prolixo feito eu. Confira o nosso bate papo. 🙂

Alguns palavrões clássicos em italiano
Alguns palavrões clássicos em italiano

 

1. Se apresente pra galera, o que fazes em Milão e quem é vc em Manaus?

Vamos voltar rapidinho em 2010 quando deixei a terrinha para vir sem parentes, sem amigos e sem família viver essa experiência na Itália. Vim pra Milão em setembro de 2010 cursar mestrado em Design da Comunicação na Politécnico, e com 2 meses aqui  já estava envolvido com uma ONG que cuida de crianças marginalizadas e problematicas, principalmente crianças estrangeiras romenas (a maior parte das crianças nasceu na Itália, porém, para as leis italianas somente com 18 anos que eles poderão optar pela cidadania).

Nessa ONG participei do departamento de esporte, portanto tinhamos treinos todas as segundas feiras com esses pacientes, e foi assim até  2011, quando iniciamos o projeto InterCampus lá. A partir daí passei a ser membro da Inter de Milão, vezes como assistente de treino , vezes como treinador nos campeonatos locais.

Como é um projeto voluntário, precisava trabalhar pra me manter, e então um amigo italiano (o conheci em 2007 pela internet enquanto de maneira didática iniciava meus primeiros passos no italiano) me telefonou e disse que no seu ex-escritório estavam precisando de pessoas para moderar comunidade online de fanpages no Facebook, sms de redes televisivas e chats.

Foi ai que assumi a função de gestor de conteúdo online e moderador bilingue pela empresa Zodiak Active ( é a divisão de conteúdos digitais e de marca de Zodiak Mídia, uma das maiores empresas de produção independentes do mundo. A Zodiak Active é dedicada à criação, desenvolvimento e produção de conteúdo em todas as plataformas.) E é assim que a vida ta seguindo aqui, muito além do que eu poderia imaginar, mas sei que sempre é possível dar um passo maior.

Escolhe uma profissão que gostes e nao terás que trabalhar nem um dia
Escolhe uma profissão que gostes e nao terás que trabalhar nem um dia

Em Milao é assim: Agora eu fiquei doce igual brigadeiro, continuo pobre trabalhando o dia inteiro.

 

2. Quem sou eu em Manaus ?

Em Manaus sou aquele cara que fala com o máximo de pessoas possível, não me importo se você tem cara de mal, ou se você é assim ou assado,  desde pequeno aprendi a respeitar os outros sem se importar com a origem ou cor, gosto disso, falo com as pessoas de maneira contagiante, gosto de falar com desconhecidos.

Sou uma pessoa muito família, adoro meus pais, respeito meus tios e tias, falo regularmente com meus primos e amo demais a minha esposa, pessoa que estou junto desde 2007, e que sempre segurou a barra, sempre me deu forças pra seguir e continuar de pé, uma pessoa espetácular que só tenho a agradecer por ter encontrado alguém como ela na minha vida. Curto muito viajar e passear com meus amigos, ou hospedar na minha casa, desde pequeno fui sempre assim.

Sou um cara muito agradecido pelo carinho de todos, e por ter tantas pessoas boas ao meu redor..

Pra se ter uma ideia, quando eu resolvi fazer uma festa para arrecadar dinheiro pra minha vinda pro mestrado, a casa da minha tia bombou! Na feijoada que organizei junto com meus familiares, entitulada “amigos do mavipe” , apareceram amigos da matinha, amigos da Escola Estadual Arthur Araújo, amigos do Colégio Santa Dorotéia, amigos do curso de inglês que fazia na Universidade do Estado do Amazonas, amigos da Universidade Aberta da Terceira Idade , amigos da pós-graduação que cursava em Gerontologia e Saúde do Idoso da Universidade do Estado do Amazonas, amigos da pós-graduação que também cursava em Design, Comunicação e Multimídia da Instituto de Ensino Superior Fucapi, Amigos de Amigos, Pessoas que ouviram minha história na rádio ou assistiram à alguma entrevista e se relacionaram comigo de alguma forma e foram me prestigiar e aquilo alí, foi fantástico.

A conclusão é a seguinte: Das duas uma, ou eu tenho carisma, ou aquela galera queria mesmo que eu fosse pra bem longe! ahahah

Feijoada Amigos do Mavipe
Feijoada Amigos do Mavipe

3. Trabalhar na internet – mesmo que por hobby, exige uma dedicação extra, como vc concilia o mundo virtual do seu pessoal real?

O melhor modo é se dedicando exclusivamente para o que você precisa fazer. Tem horas que não tenho vontade de olhar para o pc e então prefiro desligar tudo, deixar celular em casa (tanto ninguém me liga mesmo…) e ir para um parque, ou ir jogar futebol ou caminhar com algum amigo (a) pela vielas desconhecidas e sem rumo.  Quando estou fora do pc (internet) me concentro nas pessoas reais, nas pessoas como elas são. Gosto de observar as pessoas. Odeio conversar com uma pessoa que a cada 3 minutos pára para checar se tem mensagens no celular ou algo assim.

Meu trabalho principal é na internet, então, significa que no mínimo 8 horas por dia estarei conectado, se somarmos isso com mais 8h que eu gaste com pesquisas, bate papos, entretenimentos, videos e lazer,  eu “gasto” em média  16 horas por dia na frente do computador. É muito tempo desperdiçado (ou será que seria investido?!).

Portanto, é lógico que nos dias em que estou de folga, evito ao máximo usar a internet. Se for pra me conectar enquanto estiver em casa em um dia de repouso que seja  assistindo à palestras da TED (Technology, Entertainment, Design) ou coisas do gênero. Adoro vídeos de iniciativas de educaçao, design, redes sociais e negócios.

Com o pessoal do mundo real, gosto de passar mais tempo, porém, como todos também andam muito ocupados , nos encontramos apenas em datas comemorativas (páscoa, natal, reveillon, aniversário)  ou passeando por aí.

As melhores coisas da vida são gratuítas e feitas offline
As melhores coisas da vida são gratuítas e feitas offline

 

4. Vc lida com muita “mala” no mundo virtual? Seja sincero.

Se formos levar em consideração o número de curtidas para os números de crises, acho que estamos bem. Rapidamente me consigo lembrar de 3 zébú que apareceram por lá.

  1. Um cara que queria processar por eu estar difamando o Estado;
  2. Um cara que queria me processar por eu estar divulgando de maneira irônica o ônibus da Eucatur;
  3. A Azul Linhas Aéreas também ja veio tirar satisfação devido uma montagem que havia realizado na época do festival de Parintins na qual mostrava que no Amazonas serviam tambaqui assado durante o vôo.
  4. 5 ou 6 pessoas pedindo pra eu remover as suas fotos pois estavam se sentido constrangidas.Sem contar aqueles sem noção que entram pra falar “nossa que conteúdo fraco” tipo um muleque que nem conheço, mas tem o mesmo nome e sobrenome meu…

Esses tipos ai , é melhor manter bem longe porque são aqueles que não contribuem com nada e ainda ficam reclamando, as vezes acho que por inveja, ou as vezes porque são joselitos mesmo.

Sem dúvida foram mais de 30 pessoas que se ofenderam diretamente com a página… Mas, como disse no início, se  formos levar em consideração pelo número total não chega nem a ser 0,05%, então acredito que a galera entendeu direitinho o recado da página.

Apenas, um passou pro meu perfil pessoal, aliás dois. Só duas pessoas sairam do campo das páginas para enviar mensagens inbox com desconfiança ou “”desfazendo amizade”” no facebug. Ambas as pessoas moderam páginas do Facebook com temática saudosista.

Sempre tem um que não entende a piada
Sempre tem um que não entende a piada

5. Conte para o leitor desta coluna, como surgiu “No Amazonas é Assim”?

Na época, eu estava estudando na Politecnico uma disciplina chamada “Comunicação de Território” então, estava vendo várias iniciativas de design aplicado na comunicação de território (cidades, estados, locais públicos). Tinhamos por exemplo que assistir à vários filmes de Milão dos anos 30, 40 para identificarmos os pontos da cidade e vermos o que mudou.

Sabe quando você para pra pensar algumas coisas tipo essas : Quantos filmes antigos aparecem Manaus? Quantos Filmes do início do século nos possuimos de fato? Quantas novelas foram filmadas em Manaus? Quantos bairros de Manaus foram retratados em cinemas ou televisoes? Por que apenas o Teatro Amazonas aparece?  São tantos por ques que eu não conseguia não pensar em Manaus, em refletir, em tentar imaginar as ações para a cidade ou para o Estado.  Ficava dias e dias pensando como estariam todos, o que será que já havia acontecido de novo. Onde estão essas informações, porque eu não havia estudado a história de Manaus na Escola? Nao digo a historia do Amazonas, mas a historia da cidade em si.

E foi durante esse período que começou a circular no facebook algumas imagens estereotipadas do mato grosso e de goias, entao, logo que vi, tratei de salvar algumas imagens, bolar uma marca rapida para padronizar as imagens e desde a primeira publicaçao até hoje eu tento manter um certo padrao.

As publicaçoes fizeram sucesso instântaneo, e por dia apareciam 2 a 3mil novas curtidas. Eu aqui de Milão ria e me assustava ao mesmo tempo que ficava feliz com o resultado. Tentava justificar pros meus amigos e professores que nem tudo realmente era no Amazonas. Inclusive meu professor de semiótica me excluiu do Facebook dele haha. Alguns amigos me baniram, pois eles também não eram habituados a ver tanto flood assim.

A página foi uma brincadeira com esse desconhecimento dos estrangeiros, inclusive dos próprios brasileiros, que surgiu a página ‘No amazonas é assim’. Hoje estamos chegando nos 70 mil fãs o que mostra a força dela. Elas possuem um formato padrão: um título ( que sempre é: ‘No Amazonas é assim’ [até porque é o nome da página), a imagem (mostrando alguma particularidade da cultura amazonense) e uma legenda (de acordo com a foto), vezes o conteúdo das imagens reforçam os estereótipos e vezes mostram a realidade.

As pessoas precisam entender que a página não foi criada para ser cartão de visita do Estado, também não foi criada para ser levada a sério, não foi criada para zoar com o Estado, não tem vínculo com o Governo nem com a Prefeitura, a página não foi criada para discutir problemas sociais, políticos e ou religiosos, embora possa ter imagens relativas a estes temas.

Em linha geral, se uma pessoa acha que aqui só tem jacaré, onças, índios e mato,  Ok. Vou te mostrar imagens que talvez na sua cabeça já existam, porém, logo em seguida vou te mostrar uma imagem com que vai fazer esse seu mundinho estereotipado desabar.

6. O humor é presença constante nas redes sociais, mas infelizmente algumas pessoas não conseguem lidar. Abra seu coração e nos conte: quais figurais locais já encheram o saco devido alguma postagem?

Agora políticos nunca teve nenhum me aperriando diretamente, tipo, de chegar pra mim e dizer. Teve o moço que está há 18 anos mamando na Secretaria de Cultura (e parece intocável) que ligou para o meu pai; o que eles conversaram não sei te dizer, só sei dizer que a minha mãe ficou bastante assustada e preocupada e disse pra eu não publicar mais nada sobre ele, que claro, não concordei com ela. Ainda mais quando você começa a morar em um país que respira arte e cultura, e ai você volta pra Manaus, e vê como estamos distantes, como estamos longe de possuirmos uma identidade cultural.

Outra que veio aporrinhar foi uma assessora do atual lider do prefeito na camara o Wilker Barreto, essa, foi frescar com o meu tio enquanto ele vendia o churrasco de gato dele, chegou esculhambando come ele sobre  uma publicação que havia feito para não votarem nele, e em algum momento de leseira eu publiquei no meio dos comentários que se vissem algum carro adesivado com o numero dele, que o riscassem…realmente eu errei…  acho que deveria ter escrito para apedrejarem.

Na verdade no dia estava possuído e ouvindo a música Quitter do Eminem que tem um trecho parecido:

[Chorus]
Aight listen (look)
So this is what we ask of our fans
If you ever see Everlast, WHOOP HIS ASS
Hit him with sticks, bricks, rocks, throw shit at him
Kick him, spit on him, treat him like a hoe, bitch-slap him
Do it for me, do it for Fred, do it for Limp
Do it for Rock, do it for rap, do it for Kid
Do it for Ice-T, do it just to do it, fuck it
He’s a bitch, he ain’t gon’ hit you back, he’s nothin!
Shit in five years we’ll all be “Eating at Whitey’s”
And he’ll be bussin tables in that bitch, cleanin the toilets
Aiyyo.. fuck this, cut this shit off

Quem é que seria capaz de pegar tanta corda assim?

Então você está que dizendo que tudo que eu falo você acredita?
Então você está que dizendo que tudo que eu falo você acredita?

 

7. “No Amazonas é Assim” rende alguma remuneração básica ou o tal famoso jabá ?

Rende sim, ainda mais pro Mark Zuckeberg…  Várias pessoas  e agências publicitárias nos procuravam para que vendessemos publicidades no Facebook, algo que é fora das leis do próprio Facebook  (e portanto as páginas que fazem esse tipo de publicidade estão se arriscando), ano passado aconteceu o banimento de milhares de páginas (principalmente de humor) e ficou conhecido como “O apocalipse das páginas do Facebook”.

Mantenho e mantive respeito à tal regra e portanto não vendo publicidade na página do No Amazonas é Assim, MAS vez ou outra compartilho imagens ou links dos meus amigos, ou de coisas que somos fãs. Os moderadores são livres para compartilhar, se eles cobrarem algo não cabe a mim, são livres também para passar a sacolinha (desde que não vire hábito).

Se você tiver interesse em anunciar, o anúncio é feito aqui no site em diversas formas e depois compartilhado na página fã.

Nunca ganhei jabá, mas já ganhei algumas coisas com a página sim. No dia das crianças recebi uma cesta com chocolates e achocolatados personalizados de um grande supermercado de Manaus. Eles foram bem gentis, mandaram entregar em minha casa e pediram apenas que eu comentasse algo a respeito, tema livre.

Outra vez troquei um anuncio por um pacote de guaraná baré de 2l… Isso, o máximo que essa página me deu até hoje foram 6 pets de baré, aliás, do dia da publicação até o dia do recebimento do pacote foi mais de 2 meses…. Beijos vitium (@humilde).

(Marcus tem a ajuda de 2 pessoas aqui em Manaus: 1 menina e 1 menino. Um beijo p eles).

Quanto mais baré melhor
Quanto mais baré melhor

8. Dê dicas de como fazer uma FanPage bombar, por favor, compartilhe seus conhecimentos com a gente 🙂

Vou deixar 3 dicas de ouro e um link para quem tiver mais interesse para acompanhar uma campanha que criei por conta própria para me desafiar.

1.    Personalidade

Lembre-se de que a sua página não precisa ser perfeito, ela precisa ser original e ter a sua cara. Seja você mesmo, as pessoas gostam de quem tem personalidade.  Além disso, vá nas outras páginas, comente, participe, interaja. Lembre-se: “Quem não é visto não é lembrado”. Fuja da mesmice.

2.    Fique atento a tudo

Você precisa estar atento ao que está acontecendo em todo o mundo e procure entender  de que forma aquilo poderá lhe beneficiar, a partir dai crie o conteúdo que você gostaria REALMENTE  que todos compartilhassem, você precisa acreditar no seu conteúdo;  Procure os assuntos ‘quentes’.

Existem eventos que todas as páginas podem tirar proveito, não seria cara de pau dar os parabéns publicamente à alguma pessoa, ou homenageá-la;

3.    Busque parceiros influentes

Procure parcerias, procure pessoas que estão na mesma área que você e dispostas para trocar posts e divulgações, não tenha vergonha de pedir. Normalmente as pessoas aceitam, ainda mais se o numero de curtidas fora quase equivalente ou a pessoa sentir que voce tem realmente intençao de tocar a pagina a frente. Procure saber quais páginas podem trocar pubicações com você.
SEO é fundamental, porém, influência é muito mais. Você tem que saber quem do teu giro de amizade tem certa influencia, pois, ela com sua influência poderá lhe ajudar na divulgação, convença-a de que é importante ela compartilhar o tal conteúdo

Se você ficou curioso e quer saber como essas coisas podem funcionar na prática, confira esse case que publiquei em meu site. Trata-se de uma campanha para uma página minha do facebook chamada Orgulho de Ser Amazonense, era uma campanha pessoal, elaborada no pior período do ano … CARNAVAL!

Utilizei vários dos meus conhecimentos em redes sociais para ressucitar a página que estava abandonada. O resultado final era apenas ver quantas curtidas extras eu conseguiria na página e quantas pessoas eu conseguiria colocar falando sobre ela em 6 dias.

Neste post tratei com detalhes as técnicas usadas, os números printados dia após dia, e compartilhei um pouco dessa experiência e as ferramentas que eu usei para o sucesso da mesma.

É pra copiar essas dicas é Marcus? Não, não. É para postar no Facebook.
É pra copiar essas dicas é Marcus? Não, não. É para postar no Facebook.

9. Vc mora há um tempo na Europa, qual é a visão que a galera daí tem do Amazonas?

Das pessoas com quem eu falei, muitas delas não tem na claramente na cabeça onde fica o Amazonas, elas possuem a ideia de onde fica a Amazônia, e então consigo mais ou menos puxar a sardinha pro nosso lado.

Eles quando ouvem falar em Brasil, a primeira coisa que vem na cabeça é Rio, Carnaval e Samba, e uma praia que muitas vezes já ouvi foi a praia de Jericoacara (300km de Fortaleza) no Ceará. Essa praia, eu só vim conhecer pela internet depois de tanto ouvir aqui.

Devido as publicações da fanpage alguns começaram a achar que de repente não fosse uma boa ideia ir pra Amazônia, outros, passaram a acreditar que talvez seja a coisa mais linda do mundo, imagina você ter tantas árvores próximas, o rio que parece mar. Essas coisas….

Claro que eles nunca sonharam que no Amazonas possuimos Festival Internacional de Ópera, ou Festival Internacional de Cinema ou Festival Internacional de Jazz, essas coisas simplesmente não passa na cabeça de um italiano normal; se bem que isso não passa nem na cabeça de um amazonense morador de comunidades ribeirinhas também…

A propósito, estão nos cinemas italianos um filme gravado parte em Manaus e parte na Itália, portanto é mais um balde de estereótipo (ou não), já pensou se esse filme saiu por influência da página? Para conferir mais sobre isso consulte este post aqui sobre Filme Italiano gravado em Manaus – Un giorno devi andare.

Quando digo que moro em Manaus
Quando digo que moro em Manaus

10. Seja fofo, deixe um recado para os seguidores do “No Amazonas é Assim”.

Obrigado por todo apoio, paciência, suporte  e bons momentos que compartilhamos nesses quase um ano e meio direto sem tirar de dentro. E gostaria de avisar que ainda não chegou a hora de pararmos,  estamos mudando de casa (adotaremos mais o blog a partir de junho) só que não abandonaremos a página fã, vocês podem ter certeza que seja na fanpage ou no blog , nós JAMÉM deixaremos de praticar a boa e velha arte da  pavulagem.

Adoraria se vocês passassem também a ler os nossos posts no site, deixassem os comentários, nos corrigissem, e nos compartilhassem nas redes sociais.

Precisando de divulgação de algum projeto, ou algo do gênero podem contar conosco, só não pode ficar pedindo pra divulgar coisas pávulas, mas , me convença de que vale a pena eu lhe ajudar na divulgação.

twitter : @mvmpessoa face: /mavipee site: marcuspessoa.com.br
twitter : @mvmpessoa
face: /mavipee
site: marcuspessoa.com.br

 

12. Seja mais fofo ainda e deixe um recadinho para mim. <3

Vivi, antes de te conhecer te achava bem estranha, depois que te conheci, nesses ultimos 6 dias, apenas tive certeza haahaha. Calma, ser estranha é legal, eu gosto quando as pessoas me acham estranho. Ser estranha significa que você é autêntica, que você tem personalidade e que você não liga para o que os outros pensam, e significa ainda que você se aceita como é (uma fofa).

Entonces, lhe desejo muito sucesso, e que seu caminho seja glorioso, repleto de vitórias de coisas positivas.

Existem coisas reservadas pra gente que fogem do nosso entendimento, mas que lá na frente vão fazer todo o sentido. Por isso nunca perca a fé.

Durante a entrevista o Marcus trocou de camisa... Existem coisas que ninguém te dirá
Durante a entrevista o Marcus trocou de camisa… Existem coisas que ninguém te dirá

Muito lindo né, gente. Me divertiu horrores, e percebi que mesmo distante da nossa terrinha este caboquinho não tem nada de Pávulo, é humilde, engraçado e um amor de Pessoa <3

Marcus é filho do multimídia Simão Pessoa e irmão de um amigo meu, Marcel. Tive um chilique quando soube. Manaus é um ovo de codorna mesmo. angelangel

Resumindo: UNA FACCIA DI CULO e ainda é vascaíno!!! Beijos. Adorei. Bom domingo!!

Tive um destaque na página quando estreei aqui no Portal, dia 1° de abril. Caiu, mané! <3
Tive um destaque na página quando estreei aqui no Portal, dia 1° de abril. Caiu, mané! <3

www.facebook.com/vivicariolano Infos (92) 9446-2672  vivicariolano@gmail.com

Comentários

comentários

Loading...