Sem reagir, frentista é baleado durante assalto a posto de gasolina na Avenida Brasil

295

O frentista Rafael dos Santos Amaral, de 21 anos, foi baleado de raspão na cabeça, na noite deste domingo, durante um assalto a um posto de gasolina localizado na Avenida Brasil, próximo à Estrada do Mendanha, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio.

O crime foi registrado pelas câmeras de segurança. Nas imagens, é possível ver um carro branco chegando ao posto, por volta das 21h20, e parando bem ao lado da bomba de gasolina. Um frentista se aproxima do carro, mas para no meio do caminho quando percebe o assalto. A vítima, que estava sentada ao lado da bomba, passa a ser o foco dos assaltantes, que de dentro do carro anunciam o assalto e fazem ameaças.

A vítima, de apenas 21 anos, começa a mexer nas gavetas e a passar o dinheiro para os assaltantes. Um deles coloca uma mão para fora do carro enquanto segura a arma com a outra. Ao final da ação, o bandido atira no frentista, que em momento nenhum reagiu ao assalto. Os criminosos fugiram logo em seguida.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O rapaz cai desacordado no chão e, no vídeo de uma câmera de segurança, é possível ver que seus colegas andam de um lado para o outro com as mãos na cabeça.

A vítima foi socorrida para um hospital municipal da região. Segundo as informações da Secretaria Municipal de Saúde, o estado de Rafael é grave. Ele passou por uma cirurgia ainda durante a madrugada e, nesta manhã, foi para uma ala conhecida como pós-cirúrgica. Ainda de acordo com a Secretaria, mesmo grave o jovem segue estável.

Segundo parentes e amigos, Rafael é trabalhador e querido. O jovem, que é pai de duas crianças, sempre posta nas redes sociais o amor pelo trabalho. Em uma publicação, do dia 05 de julho, o jovem escreveu: “Depois daquele dia de batalha, vamos para casa”.

Rafael e suas filhas. Ele foi baleado na cabeça durante um assalto – Reprodução
Na Internet, Antônio Soeiro, colega da vítima, fez um desabafo: “Vamos ajudar a encontrar o elemento por ter feito essa covardia com meu amigo de trabalho Rafael”, dizia a postagem. “Deus é contigo meu amigo. Deus é fiel”, completou.

Rafael dos Santos Amaral trabalha no Auto Posto Gigante do Oeste, na Avenida Brasil, há pouco mais de três meses. Segundo Denis Cândido Souza, 30, subgerente do local, o rapaz é “uma pessoa tranquila e gente boa”.

“Aconteceu às 21h20 — quarenta minutos antes dele largar o serviço”, lembra Denis. Diariamente, o jovem trabalha no posto no turno da tarde — de 14h as 22h.

Segundo o subgerente, por questões de segurança, os frentistas trabalham com troco de R$ 100 por dia. “Os funcionários ficam com pouco dinheiro. Acredito que esse cara possa ter pensado que ele tinha mais dinheiro e atirou”, afirmou. “Por questão de segurança, orientamos os nossos funcionários a não reagirem a assalto”, lembra.

A bala que acertou a cabeça do jovem chegou a pegar no teto do posto de gasolina.

No começo da tarde desta segunda-feira, policiais da 35ª DP (Campo Grande) estiveram no posto de gasolina em busca de câmeras de segurança. De acordo com os investigadores, o objetivo é achar indícios que possam identificar o criminoso. Segundo funcionários do local, o suspeito de ter atirado em Rafael é conhecido na região.

De acordo com o delegado Adriano Leal, da delegacia de Campo Grande, testemunhas contaram que quem teria dado a ordem de atirar no frentista foi um suspeito que estava no carona. “As pessoas, que estiveram na delegacia, contaram que o carona queria mais dinheiro. Quando o rapaz disse que não tinha, o homem gritou: ‘atira logo, passa fogo nele'”, disse o responsável pela investigação. “Estamos levantando câmeras de segurança para identificar os autores do crime”, salientou.

Durante todo o dia, uma viatura do Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE) ficou em frente ao posto de gasolina.

Fonte: O Dia

Comentários

Receba nossas atualizações em seu e-mail: