Home Notícias Polícia Senador é acusado de ter dopado e estuprado modelo em São Paulo

Senador é acusado de ter dopado e estuprado modelo em São Paulo

3 min - tempo de leitura
131

O senador Irajá Silvestre (PSD-TO) foi denunciado, nesta segunda-feira (23), por uma modelo paulistana, 22 anos, que registrou boletim de ocorrência contra o parlamentar. Ela acusa o senador, que é filho da também senadora Kátia Abreu (PP-TO), de estupro.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima teria acordado com o investigado em cima dela, a penetrando sem preservativo, e dizendo frases como: “agora, você é minha” e “estou apaixonado”. Ela relatou à polícia que ficou com medo de apanhar e, por isso, não resistiu ao abuso, mas que pedia insistentemente para ir ao banheiro e tomar água, e que ele não deixava. Quando conseguiu ir ao banheiro, segundo ela conta, após dizer que estava passando mal, se trancou e começou a pedir socorro.

De acordo com a CNN Brasil, a suposta vítima, que pediu para não ser identificada, teria conhecido Irajá durante um almoço com um grupo de amigas, no domingo (22), no Jockey Club. Ela diz que o acompanhou à casa noturna Café de La Musique com um outro amigo dele, foi dopada, perdeu a consciência e acordou em um flat, no Itaim Bibi, já sendo abusada pelo parlamentar.

Câmeras de segurança

A vítima passou por exames em um hospital da capital paulista. A polícia já trabalha na busca por imagens de câmeras de segurança da casa noturna e do hotel. O quarto onde teria ocorrido o suposto crime foi preservado para exame pericial.

Versão do senador

Em nota, o senador afirmou que recebeu com “tristeza” a denúncia “caluniosa”. Além disso, disse que se colocou à disposição das investigações. “Foi com surpresa, decepção, tristeza e indignação que tomei conhecimento do episódio infame, maldoso e traiçoeiro envolvendo a minha vida e minha dignidade”.

“Ressalto que compareci espontaneamente à delegacia responsável pela apuração dos fatos e pedi para ser submetido, voluntariamente, a exame de corpo de delito e toxicológico, tudo para desmistificar o quanto aleivosamente alegado”, completou o parlamentar.

Café de La Musique

Em nota, o Café de La Musique de São Paulo afirmou que “repudia veementemente qualquer ato de violência, sobretudo contra a mulher. Após tomar ciência do ocorrido veiculado hoje (segunda-feira) está colaborando com as autoridades para que os fatos sejam esclarecidos”.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Roger Siqueira
Carregar Mais Em Polícia

Deixe uma resposta

Leia Também

Governador do Pará oferece 30 leitos para pacientes do Amazonas com Covid-19

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), anunciou na noite desta quinta-feira (14) que…