Sindicato e Candidatos ao Governo discutem reivindicações

46

Durante os dias 24 a 27 de julho, o Sindicato dos Escrivães e Investigadores da Policia Civil do Estado do Amazonas – Sindeipol /AM,  através da sua diretoria, entrevistou os candidatos ao Governo do Estado do Amazonas. “É importante essa discussão para ouvir a visão deles, ter real noção do que pretendem fazer em relação a Policia Civil, pois muito se fala em segurança pública, mas até mesmo os candidatos não dividem as classes e acabam falando aquilo que a população quer ouvir”, disse Rômulo Valente, presidente da Sindepiol.

Ao longo dos 4 dias, os candidatos estiveram reunidos com representantes do Sindicato  para dar posicionarem em relação à uma lista de necessidades que o Sindicato entende serem factíveis num governo de pouco mais de doze meses. Cinco questões estiveram na pauta de reivindicações:

  1. Promoção Automática;
  2. Central de Notificações;
  3. Database;
  4. Eleição em Lista Tríplice para Delegado Geral ;
  5. Incorporação do Ticket-Alimentação na remuneração de EPC’s e IPC’s.

Rômulo Valente, considerou positivo o avanço no diálogo entre as partes e avaliou como produtiva a reunião. “Nós tivemos a preocupação em ouvir todos os candidatos e nunca isso havia sido feito na Polícia. Nunca houve ninguém que tivesse chamado os candidatos para um bate papo e isso demonstra que o nosso sindicato é independente, sem amarras, sem conluio, enfim, enxergamos de forma muito positiva essa iniciativa.”, salientou.

Loading...

Bastante sensível à situação, o José Luiz Ribeiro, diretor jurídico, destacou que o Sindicato. “Há uma prática rotineira em sindicatos apoiarem candidatos, de acordo com a promessa que eles fazem para aquela classe, mas nossa experiência demonstra que nem sempre esse apoio concretiza. Na última eleição uma determinada entidade da Polícia Civil apoiaram o candidato José Melo, a Polícia Militar elegeu o deputado Platiny, e infelizmente, isso não se reverteu em um ganho de causa pra classe. Infelizmente o ex-governador descumpriu as promessas que ele fez à categoria e isso, de alguma forma, serviu de experiência para sermos imparcial. E é por isso que o Sindeipol promoveu um encontro dando oportunidade a todos que falassem, tanto aos favoritos, até aos desconhecidos”.

Diante do exposto na mesa de discussão, cada candidato se posicionou da seguinte forma:

O Vereador Marcelo Serafim e o seu vice Sirlan Cohen se posicionaram da seguinte forma:

  • Promoção Automática – o candidato afirmou que não há problemas em implementar, visto que se trata de uma valorização do profissional;
  • Central de Notificações – acredita que isso trará mais eficiência e economia para o poder público e também não vê dificuldades em sua execução;
  • Database – assim como as promoções que estão em atraso, o candidato afirmou que irá cumprir, porém é preciso conhecer a real situação financeira do Estado;
  • Eleição em Lista Tríplice para Delegado Geral – segundo o candidato, mais do que justo, pois, assim, divide a responsabilidade de escolha com as categorias;
  • Incorporação do Ticket-Alimentação na remuneração de EPC’s e IPC’s – o candidato afirmou que o ticket-alimentação será incorporado imediatamente aos vencimentos.

Marcelo afirmou que falta gestão no Governo do Estado, por isso tantos direitos são efetivamente descumpridos. Além disso, o Vereador disse que pretende criar uma força especial, o que seria o Bope, com equipamentos, estrutura, cursos e capacitação de seus integrantes.

Além dos posicionamentos sobre os temas encaminhados por esta entidade, Sirlam Cohen afirmou que em um eventual governo, cargos comissionados deverão ser enxugados, além da quantidade excessiva de secretarias e autarquias, para que servidores de carreira sejam mais valorizados

O Deputado Luiz Castro e o vice João Victor se posicionaram da seguinte forma:

  • Promoção Automática – ambos acreditam que é um pleito justo e sem grandes dificuldades para implantação, visto que a Sefaz e a PGE já possuem algo neste sentido;
  • Central de Notificações – ambos acreditam que isso trará uma grande economia aos cofres públicos e, inclusive, João Victor Tayah exemplificou um modelo adotado no estado do Pará quando atuava como oficial de justiça;
  • Database – a ideia de ambos é pagar o que está em lei, sem mais atrasos e que não só haja a reposição de perdas inflacionárias, mas, também, um ganho real aos profissionais de segurança;
  • Eleição em Lista Tríplice para Delegado Geral – ambos se posicionaram favoráveis ao pleito;
  • Incorporação do Ticket-Alimentação na remuneração de EPC’s e IPC’s – o candidato Luiz Castro foi taxativo que o ticket-alimentação deve ser incorporado imediatamente aos vencimentos.

Castro disse que pretende realizar um combate ao tráfico de drogas intensivo na fronteira, visto que é uma grande entrada de entorpecentes para o Brasil. Esse combate passaria por treinamento, armamento e mais pessoal.

Além dos posicionamentos sobre os temas encaminhados por esta entidade, Tayah afirmou que num eventual governo com Castro, cargos comissionados serão ocupados, pelo menos em sua grande maioria, por servidores efetivos e de carreira, além de ter afirmado que a concentração do serviço de inteligência será da PC e não da SSP.

O Vereador Wilker Barreto se posicionou da seguinte forma:

  • Promoção Automática – o candidato afirmou que não há problemas em implementar, visto que se trata de uma valorização do profissional;
  • Central de Notificações –acredita que isso trará mais eficiência e economia para o poder público e também não vê dificuldades em sua execução;
  • Database – o candidato afirmou que irá cumprir, basta a revisão de contratos e composição com alguns fornecedores que o dinheiro para garantia de pagamento aparecerá;
  • Eleição em Lista Tríplice para Delegado Geral – segundo o candidato, mais do que justo, pois, assim, divide a responsabilidade de escolha com as categorias e entende que o Governador não perde autonomia sobre o escolhido;
  • Incorporação do Ticket-Alimentação na remuneração de EPC’s e IPC’s – o candidato foi taxativo que o ticket-alimentação deve ser incorporado imediatamente aos vencimentos.

O Senador Eduardo Braga se posicionou da seguinte forma:

  • Promoção Automática – não vislumbra nenhuma dificuldade e acha o pleito justo;
  • Central de Notificações – não vislumbrou nenhum óbice, visto que o Sindeipol/AM demonstrou que isto traria uma economia aos cofres públicos, além de retirar IPC’s de uma atividade não só desgastante, mas, em determinados casos, desnecessários;
  • Database – há a possibilidade, sim, de pagamento da database do ano de 2018 e parcelamento das três em atraso;
  • Eleição em Lista Tríplice para Delegado Geral – o Senador se posicionou contrário a ideia de uma lista tríplice com um período de mandato, conforme deseja outra entidade, porém, em relação a uma Lista Tríplice, sem um período determinado, conforme a proposta do Sindeipol/AM, o Senador disse não ter uma opinião formada;
  • Incorporação do Ticket-Alimentação na remuneração de EPC’s e IPC’s – foi explanado pela Diretoria do Sindeipol/AM a necessidade de tal pleito, visto que o Governo sempre ameaça retirar o ticket-alimentação quando a categoria reivindica algo, o que o candidato concordou.

Conforme colocado pelo Senador, ele criou a lei da database e a lei dos 14º e 15º salários, porém, esta última, nunca foi regulamentada e, em um eventual governo, ele instituirá metas para que tais salários sejam efetivamente pagos, como, por exemplo, redução da criminalidade e inquéritos mais consistentes, evitando impunidades.

O Deputado José Ricardo se posicionou da seguinte forma:

  • Promoção Automática – não vislumbra nenhuma dificuldade e, conforme afirmou, deve-se cumprir o que já está determinado em lei;
  • Central de Notificações – o Deputado não tinha conhecimento real da situação de IPC’s referente aos cumprimentos de entrega de notificações e, conforme explanou, gostou da proposta e pretende incorporar num eventual governo;
  • Database – a ideia do Deputado é diminuir a quantidade de cargos comissionados existentes no Estado, além de revisar contratos existentes, para poder sentar e negociar com as categorias;
  • Eleição em Lista Tríplice para Delegado Geral – o Deputado não possui uma posição formada sobre tal pleito, é uma proposta a se pensar;
  • Incorporação do Ticket-Alimentação na remuneração de EPC’s e IPC’s – o candidato foi taxativo que o ticket-alimentação deve ser incorporado imediatamente aos vencimentos, visto que se trata de um direito do trabalhador, no caso, os funcionários públicos da PC/AM.

Conforme colocado pelo Deputado, há de se investir mais em tecnologia na Polícia Civil para que o Estado possa combater a sonegação de impostos e, assim, tendo o retorno do aumento na arrecadação, haja mais investimentos na Segurança Pública, Saúde e Educação.

O candidato Jardel se posicionou da seguinte forma:

  • Promoção Automática, Ticket-Alimentação e Database – o candidato afirmou que todo e qualquer valor devido será efetivamente pago, além de assumir o compromisso de suprir os prejuízos pecuniários que os servidores da Segurança Pública vem tendo ao longo dos últimos governos;
  • Central de Notificações – acredita que isso trará mais eficiência e economia para o poder público e também não vê dificuldades em sua execução;
  • Eleição em Lista Tríplice para Delegado Geral – segundo o candidato, mais do que justo e deverá ser implementado em uma eventual gestão, pois isso demonstraria que o escolhido seria alguém que conhece a realidade dos que atuam na atividade-fim.

Os demais candidatos (Amazonino Mendes, Liliane Araújo e Rebecca Garcia) não participaram das entrevistas. Oportunidades foram dadas e infelizmente esses candidatos marcaram e remarcaram suas participações, mas no fim, não apareceram.

O encontro ocorreu de segunda (24) à quinta-feira (27) desta sexta-feira (12/5), na sala de reunião da Panificadora Eliza e foi transmitido através de uma live na página do Facebook do Sindeipol/AM.

Sindeipol/AM / Foto : No Amazonas é Assim
Sindeipol/AM / Foto : No Amazonas é Assim

Comentários

comentários

Curta nossa página do Facebook