Sobre o Milagre na Arena da Amazônia

1114

Gostaríamos de apresentar a vocês um depoimento escrito pelo Ricardo Malizia sobre o seu pai  João Alberto Cavalcante de Oliveira. O seu João Alberto foi o senhor que estava na área reservada para deficientes físicos na Arena da Amazônia e que se levantou. Nesse momento, alguns começaram a gritar “Milagre, Milagre”. Pois, agora , saiba um pouco sobre o que aconteceu na versão da família.

João Alberto Cavalcante de Oliveira
João Alberto Cavalcante de Oliveira

Esse é meu pai, pra quem não conhece, deficiente físico. Portador de paralísia infantil (Poliomielite) desde os dois anos de idade, doença que pode ser facilmente evitada hoje pela vacina da “gotinha” graças aos avanços da medicina. Infelizmente ontem, durante o intervalo do jogo ING x ITA, enquanto se lavantou da cadeira de rodas para que eu tirasse essa foto, sem perceber foi alvo de piadinhas de um grupo de torcedores que gritavam “Milagre, milagre” em tom irônico.

Assim que percebi, logicamente perdi a cabeça e fui tirar satisfação sobre a situação… Resumindo houve confusão, fiquei revoltado com a ignorância daqueles torcedores e foi preciso a intervenção de seguranças para conter a situação.

Hoje ao ver os posts, fiquei impressionado ao ver que muitas outras pessoas tiraram fotos similares, zombando das pessoas que simplesmente ficaram em pé… Muitos deficientes não tem seu problema fisicamente visíveis, mas isso não significa que não tenham limitações.

Meu pai passou por nove cirurgias na perna direita, fez tratamento fitoterápico por quase 12 anos e em certa ocasião foi preciso um tratamento inovador alemão para que o fizesse voltar a andar (anos atrás).

Nunca precisou de assistencialismo, bolsas governamentais ou coisas do gênero, sempre encarou de cabeça erguida e sempre me deu uma base concreta de exemplo do que é ser um homem.

Deficientes são as pessoas que não sabem nada da vida dos outros e fazem esse tipo de brincadeira. Fica a dica para quem compartilhou.

Comentários

comentários

Loading...