Starbucks Brasil diz que não há interesse em abrir filial em Manaus

3272

Recentemente dois fatos distintos acabaram por se encontrar em um ponto em comum. Assuntos delicados e encerrados com notas oficiais negando tais situações. A primeira, em relação ao governador Amazonino Mendes que disse ter contratado o ex-prefeito de Nova Iorque, Rudolph Giuliani, para a consultoria em segurança pública, tornando assim, o Amazonas em pioneiro a receber essa iniciativa. Na sequência, em resposta à consulta feita pelo deputado Serafim Corrêa (PSB), a assessoria do escritório “Giuliani Security & Safety”, de Rudolph Giuliani, informou que não ocorreu contrato com o Governo do Estado, para realizar consultoria na área de segurança.

A outra, em relação à vinda da Starbucks para Manaus na FUCAPI, também deu o que falar. O Anúncio foi feito durante o #FUCAPIDAY, na qual a equipe de Marketing mostrou as ações que serão tomadas ao longo dos anos. Há duas semanas,  o CEO da Azione Education, Aldous Santana, abriu espaço na mídia local com o anúncio de que trará em 2019 uma cafeteria da marca para Manaus. Segundo ele, a Starbucks funcionará dentro de uma escola do centro de ensino que ainda deve ser construída.

Dessa vez, foi o portal ESTADO POLÍTICO que entrou em contato com a Starbucks Brasil para saber sobre essa novidade, e a Starbucks Brasil informou, por meio de sua assessoria, não ter previsão de abrir nenhum negócio fora do eixo Rio-São Paulo.

Starbucks / foto : Divulgação
Starbucks / foto : Divulgação

Em uma das entrevistas à mídia local, Aldous Santana chegou a dizer que o negócio com a cafeteria não passava pela Starbucks Brasil. Mas não entrou em detalhes.

A assessoria da Azione Education informou à reportagem que o negócio anunciado por Aldous, de fato, é tratado direto com gestores internacionais da Starbucks, e não com a franquia no Brasil.

Aldous se apresenta à imprensa local como representante do banco dos Emirados Árabes BK Investments que, entre outros negócios, teria relações comerciais com a Starbucks.

Segundo Aldous, o BK Investments seria o principal financiador dos negócios que ele anuncia para Manaus, que iniciam pela aquisição da falida Fucapi. O negócio é acompanhado pelo Ministério Público Estadual (MP-AM).

Leia a íntegra da nota da Starbucks Brasil enviada ao ESTADO POLÍTICO:

“A Starbucks Brasil informa que analisa constantemente o mercado de forma a buscar novas oportunidades de crescimento no país, expandindo o número de lojas e partners (como os funcionários são chamados). A companhia destaca que quaisquer localidades fora do eixo Rio-São Paulo – como Manaus, por exemplo – são, atualmente, apenas mercados de interesse para a Starbucks, com potencial para recebimento de investimentos futuros. No presente momento, entretanto, a empresa nega a abertura de lojas na cidade, bem como definição de prazos, investimentos ou quaisquer informações adicionais. Qualquer novidade futura sobre expansão da marca no país será anunciada oficialmente pela Starbucks Brasil.”

Ao que tudo indica ainda tem muita água pra passar por debaixo dessa ponte. Você acha que em 2019 Manaus ganhará sua cafeteria da Starbucks ou será lenda que nem o monotrilho?

Starbucks / foto : Divulgação
Starbucks / foto : Divulgação

Comentários