Home Notícias Amazonas Susam afirma que vídeo veiculado nas redes sociais supostamente no Instituto da Mulher é antigo

Susam afirma que vídeo veiculado nas redes sociais supostamente no Instituto da Mulher é antigo

1 min - tempo de leitura
44
Grávida é agredida na maternidade por médico obstetra, em Manaus. / Foto: Reprodução
Grávida é agredida na maternidade por médico obstetra, em Manaus. / Foto: Reprodução

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) informa que o fato divulgado no vídeo que circula nas redes sociais e na imprensa é de 2018, ocorreu há nove meses na maternidade Balbina Mestrinho e que tomou conhecimento hoje por meio das redes sociais. Não há qualquer registro na maternidade ou na Ouvidoria à época de denuncia.

A Susam não está de acordo com o tipo de conduta praticada pelo médico. Por este motivo, o vice-governador e secretário de estado de Saúde, Carlos Almeida, irá solicitar à direção do Instituto de Ginecologia e Obstetrícia do Amazonas (Igoam), empresa ao qual o profissional é cooperado, o seu afastamento. E também reiterar pedido de providências ao Conselho Regional de Medicina (CRM).

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Amazonas

Deixe uma resposta

Leia Também

De onde surgem os grafismos indígenas?

Sobre grafismo indígena* Além de cada etnia ter sua relação única com a pintura corporal, …