Suspeito de estuprar sobrinha de 9 anos em Juruti é preso em Parintins, no Amazonas

66

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Parintins, sob o comando do delegado Adilson da Cunha, titular da unidade policial, prendeu, em flagrante, na madrugada do último sábado (13), por volta de 1h, Jacó Pinheiro Grau, de 22 anos, por estupro de vulnerável.

O infrator foi preso no Porto de Parintins, município distante 369 quilômetros em linha reta da capital Manaus. A ação, contou com o apoio da Marinha do Brasil, por meio Agência Fluvial de Parintins.

Suspeito de estuprar sobrinha de 9 anos em Juruti é preso em Parintins - Imagem: Divulgação/PC
Suspeito de estuprar sobrinha de 9 anos em Juruti é preso em Parintins – Imagem: Divulgação/PC

De acordo com a autoridade, o rapaz é autor de estupro de vulnerável, tendo como vítima a sobrinha dele, uma menina de 9 anos. O crime ocorreu na manhã de sexta-feira (12), no município de Juruti, oeste do Pará. Conforme o delegado, a mãe da vítima se dirigiu até a delegacia de Juruti, relatando que o irmão dela havia consumado o ato libidinoso contra a filha. Após a denúncia, o infrator empreendeu fuga do local, sendo visto por testemunhas em uma embarcação com destino a Manaus.

“Tomamos conhecimento do fato quando servidores da delegacia de Juruti nos informaram a situação e as características físicas do infrator. Iniciamos as diligências em torno do caso com intuito de prendê-lo. Como o barco em que o jovem estava não possuí parada no Porto de Parintins, solicitamos o apoio da Marinha do Brasil, por intermédio da AgParintins, que nos auxiliou na ação e conduziu a embarcação até o porto do município. Durante revista no interior do barco, identificamos o autor do delito e efetuamos a prisão do mesmo ainda em flagrante”, explicou Cunha.

Conforme o delegado, o jovem foi conduzido para a carceragem da DIP de Parintins. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, o infrator será transferido para a delegacia de Juruti, onde responderá pelo crime de estupro de vulnerável.

Fonte: Polícia Civil do Amazonas

Comentários