Home Notícias Esporte Tefé recebe o curso inédito “Oficiais de Arbitragem de Futebol 7”

Tefé recebe o curso inédito “Oficiais de Arbitragem de Futebol 7”

3 min - tempo de leitura
182

Entre os dias 21 e 24 de janeiro de 2020, ocorrerá na cidade de Tefé, distante 525 km de Manaus, o primeiro curso para árbitro de Futebol 7.  O curso “Oficiais de Arbitragem de Futebol 7” é um curso reconhecido pela Confederação Brasileira de Futebol 7 e será realizado em parceria com a Federação de Futebol 7 do Amazonas, dirigida pelo Marcelo Maia.

O curso de árbitro ocorrerá na UNIASSELVI / Polo Tefé (Teoria) e no GRESSTE (Prática), nos dias 21, 22, 23 e 24 de janeiro de 2020, das 18h às 21h e o instrutor responsável será o Jan Guilherme Nadi, Diretor de Arbitragem da CBF 7.

Árbitro nacional ministra em Tefé cursos de formação e atualização de arbitragem de futebol 7/ Foto : FF7ES

A finalidade do curso promovido visa buscar uma padronização com a arbitragem regional e nacional do futebol 7 com o intuito de chegar a um alto nível de atuação do seu quadro de árbitros.

O curso terá uma carga horária de 20 horas e os alunos aptos receberão o Certificado registrado pela Confederação Brasileira de Futebol 7. Esse é um dos pré-requisitos para arbitrar os jogos do Campeonato Brasileiro de Futebol 7.

Os oficiais de arbitragens que ingressarem no quadro da Associação estarão aptos a trabalhar nos eventos nacionais e até mesmo internacionais dentro e fora do Brasil. Este ano o Brasil pretende enviar árbitros para 10 eventos internacionais que serão realizados pela Federação Internacional de Futebol 7, sendo que 09 serão fora do país.

“Esse é um curso inédito na cidade de Tefé  e temos muito orgulho em organizar para que aconteça. São 25 alunos e 15 alunas inscritos, batemos inclusive o recorde nacional do curso. Para se ter uma ideia da importância desse curso, teremos mulheres participando do curso. Nossa ação frente à  Federação de Futebol 7 do Amazonas é justamente para incentivar o esporte, nivelar o os árbitros regionais e gerar renda para os árbitros”, comentou Marcelo Maia.

Jan Guilherme Nadi e Marcelo Maia / Divulgação

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Esporte

Deixe uma resposta

Leia Também

Amazonenses podem participar de Hackathon da NASA, maior competição global de programação; as inscrições estão abertas

Considerada a maior competição global de programação, a nova edição do hackathon ‘Na…