Tiro acidental torna simples caça em uma terrível tragédia. Veja o motivo

110

Quatro pessoas estavam envolvidas na caça, que terminou na morte acidental de um dos caçadores.

O Boletim Unificado gerado no último sábado (4), relatou a morte de Geniffer Afonso Matedi, de 26 anos, como “Homicídio por arma de fogo”. O caso aconteceu próximo ao Córrego Varjão, Zona Rural de Rio Bananal em Linhares, Espírito Santo.

Segundo a PM a vitima teria encontrado um tatu em um buraco pediu para que seu primo Gleicimar pegasse sua arma, uma espingarda calibre 32 para que atirasse no animal, ao pegar a arma para entregar a Geniffer, Gleicimar disse que tropeçou e acidentalmente aconteceu um disparo que acertou o primo e provocou ferimentos nas costas da vitima, que se encontrava abaixada no buraco do tatu.

Gleicimar disse que chamou os outros amigos que estavam próximos ao local e de imediato os três saíram do meio da mata e socorreram o caçador que foi levado até o Hospital local, mas este não resistiu e morreu durante o trajeto.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Comentários