Home Notícias ‘Tosca’ apresenta enredo trágico no 22ª Festival Amazonas de Ópera, neste sábado (11/5)

‘Tosca’ apresenta enredo trágico no 22ª Festival Amazonas de Ópera, neste sábado (11/5)

6 min - tempo de leitura
13

Intrigas, assassinatos e tortura. A violência e a ação contínua marcam “Tosca”, uma das óperas mais teatrais do compositor italiano Giacomo Puccini (1858-1924). A terceira obra a ser apresentada no Festival Amazonas de Ópera (FAO) estreia neste sábado (11/5), às 20h, no Teatro Amazonas, e conta a trágica história da cantora Floria Tosca. A montagem do FAO tem a parceria do Teatro Solís, do Uruguai, em produção e cenário.

O FAO é realizado pelo Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com patrocínio master do Bradesco, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cidadania e Secretaria Especial de Cultura. A abertura foi no dia 26 de abril e o evento segue com apresentações de ópera, recitais e concertos até 30 de maio.

“Tosca” estreou em 1900 no Teatro Costanzi, em Roma, e é baseada em uma peça do dramaturgo francês Victorien Sardou, de 1887. O enredo narra a trama da célebre cantora de ópera Floria Tosca; do pintor Mario Caravadossi; e do chefe de polícia Baron Scarpia. A ação se passa em 1800, quando a Itália era ameaçada pela invasão do exército de Napoleão Bonaparte.

Tosca - Daniella Carvalho / Foto: Michael Dantas/SEC
Tosca – Daniella Carvalho / Foto: Michael Dantas/SEC

“É uma das óperas mais cinematográficas de Puccini, uma obra intensa em todos os três atos”, declara o maestro Fernando Malheiro, que rege e dirige a ópera no Teatro Amazonas. “Tosca” será apresentada pela Amazonas Filarmônica, Coral do Amazonas e Coral Infantil do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro. O espetáculo tem duração de três horas.

“Diferentemente de ‘Maria Stuarda’, já apresentada no FAO e em que o canto e a beleza dos versos são mais valorizados que o drama, ‘Tosca’ é uma obra em que a voz é usada totalmente para fins dramáticos. É uma das óperas mais montadas no mundo todo e das mais geniais do repertório deste período, com ação intensa e uma música fantástica”, destaca o maestro.

Tosca - Daniella Carvalho / Foto: Michael Dantas/SEC
Tosca – Daniella Carvalho / Foto: Michael Dantas/SEC

Em três atos, a ópera é focada nos três personagens principais. Caravadossi e Tosca estão apaixonados, porém o pintor é simpatizante de Napoleão e é perseguido por Scarpia, que é obcecado pela cantora de ópera – criando assim o cenário para uma tragédia. “Os três personagens têm fins trágicos e a ópera é violenta, com cenas de assassinato e suspense. O trio tem uma força dramática muito grande, que envolve o público. Scarpia e Tosca são personagens únicos, que carregam bastante intensidade até o fim”, comenta Malheiro.

Elenco e produção – O elenco de Tosca conta com Daniella Carvalho (soprano), como Floria Tosca; Fernando Portari (tenor), como Mario Cavaradossi; Rodrigo Esteves (barítono), como Barão Scarpia; Wilken Silveira (tenor), como Spoletta; Pepes do Valle (baixo), como sacristão; Fred Oliveira (barítono), como Cesare Angelotti; Moisés Rodrigues (barítono), como Sciarrone; Roberto Paulo (baixo), como o carcereiro; e Davi Lucas, como pastor.

A direção cênica é do renomado diretor Jorge Takla, com cenários de Nicólas Boni, figurinos de Pablo Ramirez e desenho de luz por Fábio Retti.

“Não poderíamos ter um elenco mais qualificado. O trio principal tem uma química fortíssima. Daniella tem um poder de interpretação excelente e já encenou Tosca na Rússia. O Rodrigo Esteves interpreta Scarpia de forma muito inteligente e o Fernando Portari continua sendo o maior tenor brasileiro em ação no Brasil. Pepes do Valle faz um papel curto como sacristão, porém, muito importante. Wilken e Moisés, que são da casa, também estão ótimos como os capangas de Scarpia. Estou bastante contente”, afirma Malheiro.

A direção de cena de Jorge Takla e a parceria com o Uruguai também são destacadas pelo maestro. “O Takla é um dos diretores mais importantes em atividade no Brasil. Já fizemos alguns trabalhos juntos, e essa ‘Tosca’ foi uma produção que ele fez ano passado, no Teatro Solís, em Montevidéu. É uma cenografia bastante simples, com um palco único e irregular, que cria um clima de ansiedade e de conflitos sobre a trama que vai mudando em cada ato. É muito interessante”, diz o maestro.

Ainda segundo o regente de “Tosca”, o público que ainda não conhece a ópera de Puccini se surpreenderá com o enredo. “Aqui no Amazonas, temos um público muito sensível e aberto a novas propostas. A ópera é linda visualmente e a força teatral da obra prende o público do começo ao fim”, pontua.

Após a estreia, “Tosca” terá apresentações nos dias 17 de maio, sexta-feira, às 20h; e 19 de maio, domingo, às 19h, no Teatro Amazonas.

‘Maria Stuarda’, ‘Ópera Mirim’ e Concerto do Dia das Mães – Na sexta-feira (10/5), às 20h, e no domingo (12/5), às 19h, será realizada a reapresentação da ópera “Maria Stuarda”, de Gaetano Donizetti, dentro da programação do FAO.

No domingo, a programação do FAO contará ainda com mais uma apresentação do projeto “Ópera Mirim”, no hall do Teatro Amazonas, e o Concerto do Dia das Mães, no Teatro da Instalação, com a Orquestra de Violões do Amazonas, direção musical e regência do maestro Davi Nunes. Os dois eventos têm entrada gratuita e serão às 11h.

Sobre o 22º FAO – Em 2019, o Festival Amazonas de Ópera celebra o centenário de nascimento de Claudio Santoro, com a apresentação da ópera “Alma”, do compositor e maestro amazonense. A programação conta com “Ernani”, de Giuseppe Verdi, já apresentado; “Maria Stuarda”, de Gaetano Donizetti; “Tosca”, de Giacomo Puccini; e “Mater Dolorosa”, baseada na cantata “Stabat Mater Dolorosa”, de Giovanni Pergolesi.

Tosca - Daniella Carvalho / Foto: Michael Dantas/SEC
Tosca – Daniella Carvalho / Foto: Michael Dantas/SEC

Os ingressos para o FAO 2019 estão disponíveis na bilheteria do Teatro Amazonas e por meio do site Bilheteria Digital (www.bilheteriadigital.com/teatroamazonas), com valores que vão de R$ 2,50 a R$ 60.

A programação paralela conta com o Recital Bradesco, com canções compostas por Claudio Santoro; projeto “Ópera Mirim”; o encontro “Os Teatros de Ópera e a Economia Criativa na América Latina”, voltado para apresentar dados e casos de sucesso sobre a Indústria da Ópera na América Latina; concerto do Dia das Mães e Mulheres da Ópera.

Sobre o Bradesco Cultura – Com centenas de projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. O Banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de Norte a Sul do país, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte.

São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros, além do Teatro Bradesco em São Paulo. Fazem parte do calendário 2019 atrações como o musical “O Fantasma da Ópera” e o Natal do Bradesco, em Curitiba.

Ficha Técnica

“Tosca”

Floria Tosca, celebre cantante – Daniella Carvalho, soprano
Mario Cavaradossi, pittore – Fernando Portari, tenor
Il Barone Scarpia, capo della polizia – Rodrigo Esteves, barítono
Spoletta, agente di polizia – Wilken Silveira, tenor
Il sagrestano – Pepes Do Valle, baixo
Cesare Angelotti, un prigioniero politico evaso – Fred Oliveira, barítono
Sciarrone, gendarme – Moisés Rodrigues, barítono
Un carceriere – Roberto Paulo, baixo
Un pastore – Davi Lucas, criança

Corpos artísticos:

Coral Infantil Do Liceu De Artes E Ofícios Claudio Santoro
Coral Do Amazonas
Amazonas Filarmônica
Direção Musical E Regência: Luiz Fernando Malheiro
Direção Cênica: Jorge Takla
Cenários: Nicolás Boni
Figurinos: Pablo Ramirez
Desenho De Luz: Fábio Retti

Serviço: 22º FAO apresenta “Tosca”, de Giacomo Puccini
Data/hora: Sábado (11/5), às 20h; dia 17 de maio, às 20h; e 19 de maio, às 19h
Local: Teatro Amazonas, avenida Eduardo Ribeiro, 659, Centro
Entrada: Ingressos com valores de R$ 2,50 a R$ 60, à venda na bilheteria do Teatro Amazonas e pelo site Bilheteria Digital (www.bilheteriadigital.com/teatroamazonas)
Classificação indicativa: Livre

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Notícias

Deixe uma resposta

Leia Também

Governo do Amazonas publica decreto liberando funcionamento de academias, confira os horários

O Governo do Amazonas publicou os decretos 43.482 e 43.483, de 26 de fevereiro de 2021, co…