Uso do WhatsApp para flagrar e multar os infratores será a nova ‘arma’ do Detran-AM

6967

Projeto do Detran-AM pretende transformar todos as pessoas que tenham um smartphone conectado à internet e com o aplicativo WhatsApp em fiscais de trânsito no Estado.  A medida é para que as pessoas parem de reclamar e passem a ajudar mais.

Quem sabe assim, se um fiscalizar o outro, podemos ter um trânsito melhor.

Segue a matéria do D24AM

Uso do WhatsApp para flagrar e multar os infratores será a nova 'arma' do Detran-AM
Uso do WhatsApp para flagrar e multar os infratores será a nova ‘arma’ do Detran-AM

 

Manaus – O Departamento de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), planeja lançar um serviço de fiscalização  pelo aplicativo de celular WhatsApp, até julho. O mecanismo vai funcionar com a colaboração da população, que poderá enviar fotografias das infrações e do infratores “em tempo real”.

A informação foi dada, ontem, pelo diretor-presidente do Detran-AM, Leonel Feitoza. Segundo ele, os motoristas infratores serão identificados pela placa do veículo. Na primeira vez, serão apenas notificados das infrações. Em caso de reincidência caberá multa.  “Estamos nos ajustes finais desse projeto, e vamos começar a divulgar o nosso número do WhatsApp logo após o feriado da Semana Santa, na semana que vem”, disse Leonel.

Ainda de acordo com o Leonel, o Detran-AM vai receber  as fotografias de flagrantes de todos os tipos de infrações. As que forem de competência da fiscalização municipal serão repassadas ao Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans). “Quem ver um carro de passeio trafegando na faixa azul ou estacionado irregularmente, pode fazer a foto e nos mandar pelo telefone celular, que nós faremos a triagem”, disse.

Carro ‘olheiro’

Leonel informou, ainda, que, para aumentar a fiscalização,  o Detran-AM colocará em circulação, 24h por dia, um carro com câmeras de áudio e vídeo, registrando imagens de infrações de trânsito. O projeto ainda não tem previsão de lançamento. Leonel explica que as novas medidas de fiscalização visam reduzir o número de acidentes na capital.

Em 2014, 251 pessoas morreram em acidentes de trânsito em Manaus, segundo dados do Manaustrans. Acidentes em estradas estaduais mataram 17 pessoas, e deixaram outras 55 feridas, conforme dados do Detran/AM.  Os homens foram a maioria das vítimas lesionadas e fatais.

Os radares móveis na BR-174 registraram 123 multas por excesso de velocidade. Na rodovia, 12 pessoas morreram no ano passado, vítimas de acidentes. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) informou que atende, em média, cinco vítimas de acidentes de trânsito por dia. Entre janeiro e março deste ano, já foram 301 emergências.

Números mostram mais acidentes na Semana Santa

As pessoas que desejam aproveitar o feriado da Semana Santa para viajar devem ter muito cuidado. Os números de ocorrências no trânsito registrados nessa época do ano pela Seguradora Líder-DPVAT são alarmantes em todo o País. Só em 2014, no período da Semana Santa (quinta, sexta, sábado e domingo), foram contabilizadas 6.189 ocorrências de acidentes de trânsito, número 9% superior do que o registrado em 2013. Desse total, 75% dos casos correspondem a invalidez permanente, o que significa que pelo menos 4.687 pessoas ficaram com algum tipo de sequela.  Esse número ainda pode ser maior, já que as vítimas têm até três anos para entrar com pedido de indenização.

De acordo com  a seguradora, as principais vítimas continuam sendo os motociclistas. Das 486 mortes no feriado de Páscoa em 2014, 247 (51%) correspondem a acidentes envolvendo motos. “Se olharmos para os últimos cinco anos, os acidentes com motos cresceram 202,6% no feriado da Páscoa, sendo que os casos de invalidez permanente, para esta categoria de veículos, no mesmo período analisado, cresceram 282,4%”, afirma Ricardo Xavier, diretor-presidente da seguradora.

O levantamento aponta que a maior parte dos acidentes com morte acontece na sexta-feira e no domingo – dias em que as pessoas estão indo ou retornando da viagem no feriadão da Semana Santa.

Comentários

comentários

Loading...