Valdemiro Santiago vibra com a morte do jornalista Marcelo Rezende em seu programa

11517

De acordo com informações publicadas pelo portal Famosos na Web, assim que o pastor Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, ficou sabendo da morte do jornalista Marcelo Rezende, fez questão de comemorar o fato durante o seu programa na TV.

“Irmãos, temos que ser fortes porque Deus ouve tuas orações e pune aqueles que levantam falso testemunho contra você. Fui vítima de difamação, orei a Deus e ele com a mão poderosa dele, puniu quem me atacou.”

A rivalidade entre Valdemiro Santiago e Marcelo Rezende começou após o jornalista, na época ainda no “Domingo Espetacular”, onde fazia reportagens, fez uma matéria de 30 minutos de um investigação contra Valdemiro, acusado de desviar o dinheiro da igreja onde ele é fundador. Marcelo chegou a mostrar a gigantesca fazenda do pastor, avaliada em cerca de 50 milhões de reais. Desde então o ódio por Marcelo Rezende nasceu e Valdemiro falou que um dia o jornalista iria “muchar feito erva verde”.

Loading...

Valdemiro Santiago é atacado na internet pelos admiradores de Marcelo Rezende

Ontem, 16, assim que foi confirmada a morte do jornalista Marcelo Rezende, muita gente se manifestou nas redes sociais para demonstrar o luto e o sentimento de perda. No entanto, houve também quem fez questão de relembrar as palavras duras ditas pelo pastor Valdemiro Santiago, que, quando Marcelo ainda lutava contra a doença, declarou que o mesmo estava com o diabo no corpo, e que estava sendo comido pelo mesmo. As palavras de Valdemiro, na época, causou bastante polêmica.

Muita gente relembrou e criticou o pastor: “Tá feliz, Valdemiro?”, “A minha esperança é que você morra pior, seu infeliz”, “Usa o nome de Deus para promover a sua raiva”, “Não esqueceremos das palavras ruins que você usou contra o Marcelo”, “Você que se diz homem de Deus devia tá envergonhado”, “O poder da palavra há de lhe mostrar a barbaridade que vc falou do marcelo”, foram alguns dos comentários encontrados no Facebook.

Valdemiro Santiago / Divulgação
Valdemiro Santiago / Divulgação

Comentários

comentários