Home Notícias Política Vaza vídeo do depoimento de agressor de Bolsonaro. Confira sem cortes

Vaza vídeo do depoimento de agressor de Bolsonaro. Confira sem cortes

3 min - tempo de leitura
15

Circulam nas redes sociais vídeos com o depoimento prestado por Adélio Bispo de Oliveira, suspeito de esfaquear o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, no último dia 6 de setembro.

Nas imagens, o suspeito admite durante audiência de instrução que agiu motivado por questões políticas. “Eu, como milhões de pessoas, pelos discursos da pessoa referida, me sinto ameaçado, literalmente (…) É aquela certeza que cedo ou tarde vai cumprir aqui o que tá prometendo tão veemente pelo país todo contra pessoas como eu”, falou.

Um dos filhos do presidenciável, o deputado estadual Flávio Bolsonaro rebateu as críticas feitas pelo agressor. “Parem de insistir com esses rótulos com ele! Ficam insistindo com essa mentira que ele é homofóbico, que ele é racista, que ele não gosta de mulher. Tomem vergonha na cara. Ele não é nada disso”, declarou via Twitter, nesta terça-feira (11), referindo-se ao pai.

No vídeo, gravado no dia 7 de setembro, Adélio trata o ataque como “incidente”, “imprevisto” e “fato”. Durante a audiência, ele contou que já fez uso de remédios controlados, que foi espancado por militantes do Bolsonaro após o atentado e também que foi verbalmente ameaçado na delegacia.

Adélio também disse que, depois de ser submetido a exames de corpo de delito, foi levado para uma cela com mais seis detentos. “Mas ela foi projetada para abrigar dois detentos”, ressaltou.

Assista ao vídeo:

https://youtu.be/oEXAmLrvL6I

Atentado

Bolsonaro foi esfaqueado na última quinta-feira (6) quando fazia ato de campanha no Centro de Juiz de Fora. Por causa do golpe, o presidenciável teve que ser submetido a uma cirurgia de emergência, realizada na Santa Casa do município.

No dia seguinte, Bolsonaro foi transferido para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Nesta terça-feira (11), ele deixou a Unidade de Terapia Intensiva e foi transferido para a Unidade Semi-intensiva. O novo leito é destinado para os pacientes que exigem cuidados intensivos, mas que não necessitam de monitoramento permanente.

Apesar de permanecer em “condições clínicas estáveis”, Bolsonaro será submetido a uma nova cirurgia para reconstrução do intestino. A operação deve ser realizada daqui a dois meses.

  • Foto: Divulgação/Francisco Silva/AgNews

    Após ganhar BBB19, Paula vai parar na delegacia. Entenda

    De acordo com o delegado titular da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância …
  • Ex presidente Dilma Rousseff - Imagem de Divulgação

    Dilma chama Odebrecht de lambanceiro

    Marcelo Odebrecht foi ouvido ontem (1º de março) pelo ministro do Tribunal Superior Eleito…
Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Política

Deixe uma resposta

Leia Também

David Almeida faz primeiro discurso da campanha baseado na esperança

Candidato a prefeito de Manaus, David afirma que Manaus vai ser libertada da mão de quem h…