Veja o que sobrou da casa do poeta Thiago de Mello, no Amazonas

614

Em meio a trag√©dia nacional que ocorreu com o Museu Nacional Da Quinta Da Boa Vista, e haja visto que hoje (05 de setembro) √© um dia importante na hist√≥ria do Amazonas. Seria interessante levantar uma discuss√£o sobre a preserva√ß√£o de patrim√īnio. O Amazonas nunca foi exemplo e preserva√ß√£o de patrim√īnio tamb√©m.

O jornalista David Almeida tapou o nariz e entrou no que sobrou da casa do poeta Thiago de Mello, no Paran√° do Ramos, em Barreirinha, supostamente tombada como patrim√īnio material do Estado.

Thiago de Mello, nascido em 1926 no estado do Amazonas, √© o poeta mais representativo e c√©lebre da Amaz√īnia.

Ministro da Cultura do Estado do Amazonas e tem servido, em muitas ocasi√Ķes, em postos diplom√°ticos importantes em v√°rios pa√≠ses, incluindo Chile e Bol√≠via.

Na fachada, os vidros acima das portas sempre abertas para a rua, permitem ver o rio do andar de cima. A sala é o espaço para receber visitas em redes e ensaiar o Jogral infantil. A mobília de jantar veio de um antiquário no Chile.

N√£o, n√£o √© pra rir nem pra chorar. √Č pra pensar.

 

 

Coment√°rios