Vereador afirma que prefeita de Pauini faz farra de diárias

256

A prefeita de Pauini (AM) Eliana Amorim (PMDB) passou boa parte de seu primeiro ano de governo fora do município a pretexto de buscar recursos junto aos Governos Estadual e Federal. Por cada dia que a prefeita Eliana Amorim passa fora do município recebe uma diária de R$ 530. Dados informados por vereadores de oposição mostram o acúmulo de mais de R$ 27 mil em diárias da prefeita obtidos entre os meses de janeiro a agosto de 2017.

A prefeita Eliana Amorim afirma que as viagens são necessárias para a obtenção de recursos para a cidade. Ocorre que de janeiro de 2017, data de início de seu mandato, a março de 2018, não se tem notícia de nenhum recurso transferido para o município que tenha sido resultado das incontáveis viagens da prefeita, segundo informações de legisladores.

Na prática, quem vem administrando a cidade é o vice-prefeito, Edmilson da Silva Lopes. Pelo menos é ele que participa e representa o governo em “quase” todos os eventos públicos da cidade, como por exemplo, na audiência pública realizada com o representante do Ministério Público Federal. Eliana Amorim até esteve presente no evento, mas logo se retirou alegando compromissos importantes naquele mesmo horário. Edmilson, o vice-prefeito, é quem costuma assumir o peso da gestão.

Essa substituição da prefeita viajante, pelo vice, tem provocado um enorme desgaste político entre ambos.

Recentemente se descobriu que a senhora prefeita sequer apresentou projeto de pavimentação das vias públicas de Pauiní que se encontram em péssimas condições de tráfego. Se nem isso ela fez, a população questiona a importância dessas viagens para o município. A prefeita não consegue explicar de fato porque viaja tanto. Logo ela que durante a campanha eleitoral acusava seu principal adversário de não residir em Pauini. O povo fala nas ruas que agora quem não reside mais em Pauini é a perfeita.

Vereadores de oposição se preparam para questionar e cobrar da prefeita a apresentação de suas agendas de viagens, argumentando que não basta a prefeita dizer simplesmente que viaja para ajudar o município. O vereador de primeiro mandato, Alexandre Mamed (PROS) afirma que o que vem acontecendo é uma farra de diárias.

O deputado estadual Adjuto Afonso, que tem sua base eleitoral em Pauini, afirmou em vídeo publicado nas redes sociais que Eliana Amorim vive em Manaus e quando vai falar com representantes do governo do estado, usa o tempo da audiência para criticá-lo, em vez de apresentar propostas e projetos.

O governo de Eliana Amorim acumula débitos junto a fornecedores, atrasa pagamentos de servidores públicos contratados, não faz repasses de recursos a instituição local, conforme determina a lei, está inadimplente junto a órgãos do Governo Federal, o que impede o município de captar recursos e ainda não pode contar com a presença mais constante da chefe do poder executivo na cidade.

Virou motivo de piada umas das justificava apresentadas pela prefeita para as viagens que realiza. Em meados de 2017, ela afirmou ter conseguido um pacotão de obras no valor de R$ 26 mil reais para a cidade, só que esses valores e essas obras nunca apareceram.

Alexandre Mamed (PROS) / Foto : Divulgação
Alexandre Mamed (PROS) / Foto : Divulgação