Home Notícias Manaus Wilson Lima inaugura unidade de Delegacia da Mulher, na Zona Sul

Wilson Lima inaugura unidade de Delegacia da Mulher, na Zona Sul

9 min - tempo de leitura
12

O governador do Amazonas, Wilson Lima, inaugurou, nesta quarta-feira (02/10), a terceira Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM) de Manaus, localizada no bairro Colônia Oliveira Machado, zona sul. Instalada no complexo de segurança que também abriga a 1ª Seccional Sul, o 2º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e a Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), a unidade reforça a rede de proteção à mulher do Governo do Estado, que conta com outras duas delegacias especializadas nas zonas centro-sul e norte da capital.

“É um compromisso que nós assumimos e que estamos cumprindo. Na capital havia apenas uma Delegacia da Mulher e um anexo, que ficava no bairro Cidade de Deus. Hoje nós transformamos o anexo em uma delegacia e, aqui na zona sul, estamos entregando mais uma Delegacia da Mulher, entendendo que não é só trabalhar na repressão. Nós estamos trabalhando e fortalecendo instrumentos que amparem a mulher”, enfatizou Wilson Lima.

Fotos: Bruno Zanardo e Diego Peres/Secom

O governador destacou, ainda, o trabalho intersetorial que deve ser feito pelas secretarias e também em parceria com o Governo Federal. “Nós estamos trabalhando em uma rede de proteção, inclusive juntamente com o Governo Federal trabalhando a Casa da Mulher, para que ela volte, para que possa ser esse abrigo, esse espaço em que a mulher possa ter esse acolhimento, na capital e no interior”, frisou.

Fotos: Bruno Zanardo e Diego Peres/Secom

Ele destacou a transversalidade de ações. “Há uma série de outras áreas que precisam ser melhoradas para que a mulher possa ter essa proteção integral. Nós estamos avançando muito. Tudo isso que a gente faz é uma sinalização do nosso comprometimento e também a certeza de que nós estamos no caminho certo”, afirmou o governador.

Mais denúncias – Wilson Lima destacou que uma quantidade maior de mulheres no Amazonas vem conseguindo quebrar o ciclo da violência e denunciar os agressores. “Em média, as mulheres levam de sete a 10 anos para denunciar porque, geralmente, essa violência parte de uma pessoa próxima, de um familiar, ou companheiro, ou ex-companheiro, então há ali um laço sentimental. Há, às vezes, uma dependência econômica”, afirmou.

O governador ressaltou que o aumento do número de denúncias demonstra que as mulheres estão se empoderando. “Elas estão criando essa coragem de fazer a denúncia, resultado da apresentação de instrumentos e de fortalecimento dessa estratégia do Governo de proteger a mulher”, avaliou.

De janeiro a julho de 2019, foram registrados 68.331 crimes tendo mulheres como vítimas, segundo dados Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai), vinculada à Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). O número é 20% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando foram contabilizados 11.443 crimes de violência contra a mulher. Nos primeiros sete meses deste ano, os casos de violência doméstica chegaram a 15.199.

Atendimento – A nova Delegacia da Mulher vai atender vítimas de crimes ocorridos nas zonas sul e oeste, das 8h às 17h. Depois desse horário e nos finais de semana e feriados, o atendimento ocorrerá na sede da Delegacia da Mulher, no bairro Parque Dez de Novembro, zona centro-sul, que atua com plantão de 24 horas.

“Os serviços que vão ser feitos aqui são os mesmos que são oferecidos nas outras unidades, que é o atendimento a essas vítimas, análise dos fatos, confecção de B.O., instauração de procedimentos, atendimento a essa mulher vítima e, caso ela precise de atendimento psicossocial, ela vai ser encaminhada aos profissionais da área”, pontuou a delega Ivone Azevedo.

O titular da SSP, coronel Louismar Bonates, enfatizou que o Governo do Estado tem fortalecido o atendimento às mulheres. “É uma demonstração da responsabilidade social que o governador tem com a nossa sociedade, principalmente para o problema da mulher, no que tange ao feminicídio. Nós esperamos, até o final do governo, inaugurar, pelo menos, mais uma, além de expandir o trabalho das 10 delegacias regionais que nós temos no interior e ampliar esse trabalho para todos os municípios”, disse Bonates.

Decon – O governador também visitou a Delegacia Especializada em Crimes contra o Consumidor (Decon), que atende em novo endereço desde o dia 22 de agosto. Neste novo espaço, a Decon oferece atendimento humanizado, além de contar com um auditório compartilhado.

Interior – No interior há Delegacias Especializadas de Polícia e Delegacias Interativas – voltadas ao atendimento de ocorrências relacionadas a mulheres, idosos e crianças – em dez municípios: Manacapuru, Itacoatiara, Parintins, Tabatinga, Tefé, Lábrea, Eirunepé, Humaitá, São Gabriel da Cachoeira e Coari. A rede especializada deve ser ampliada, com a instalação de unidades especializadas em municípios-pólo.

Além disso, no início de agosto foi inaugurada a primeira unidade do Serviço de Apoio a Mulheres, Idosos e Crianças (Samic), no município de Itacoatiara. Outras seis unidades estão sendo planejadas para o interior do Estado.

“A previsão é de que no ano que vem a gente já consiga equipar e mobiliar mais seis Samics para que a gente, realmente, expanda a rede da mulher para o interior do estado. Essa rede se concentrava apenas na capital, não havia nenhum serviço do Estado para as mulheres do interior. Nós temos já as delegacias regionais, que trabalham a mulher, a criança e o idoso, então o próximo passo agora é expandir essa rede para o interior, e levar um serviço de proteção a mulheres, idosos e crianças”, pontuou a secretária Caroline Braz, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

Tanto em Manaus quanto no interior, todas as delegacias estão aptas a receber denúncias de crimes de qualquer natureza, ainda que não sejam unidades especializadas.

 

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Emerson Tahan
Carregar Mais Em Manaus

Deixe uma resposta

Leia Também

Em Manaus, 56 estabelecimentos são vistoriados pela Central de Fiscalização e dez são fechados

Em uma nova ação da Central Integrada de Fiscalização (CIF), coordenada pela Secretaria de…